Otimismo! Audiência em final de março pode sacramentar compra da gestão da Arena por parte do Grêmio

Fabio Utz
·2 minuto de leitura

O assunto "compra da gestão da Arena" parece mais quente do que nunca nos bastidores do Grêmio. E uma nova rodada de discussões está agendada para o dia 25 de março, quando pode haver uma conclusão a respeito do tema.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Ainda no final de fevereiro, conforme apuração do Uol Esporte, representantes do clube, Arena Porto-Alegrense, prefeitura de Porto Alegre, Ministério Público e empresas envolvidas no processo estiveram reunidos na 10ª Vara da Fazenda Pública da capital gaúcha. Nos termos do encontro, a juíza Nadja Mara Zanella registrou a intenção das partes em chegar a um termo de ajuste. "As partes ratificam mais uma vez o propósito de obter um acordo definitivo, noticiando que desde dezembro de 2020 vem sendo realizadas tratativas extrajudiciais para ajuste das cláusulas do acordo, já havendo consenso quanto as bases (sic) do acordo definitivo", escreveu a magistrada.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Na visão do Tricolor, a última audiência já poderia ter sacramentado a negociação no intuito de se evoluir para a fase derradeira dos trâmites. No entanto, os dirigentes se mostram satisfeitos pelo fato de não ter havido um retrocesso. A ideia é que tudo esteja selado em até seis meses, com o ato da chamada troca de chaves (com o Grêmio entrando de vez em seu novo estádio e cedendo o terreno do Olímpico para a iniciativa privada) marcando o encerramento deste imbróglio que já dura desde 2012, quando ocorreu a inauguração da casa tricolor no bairro Humaitá. Até hoje, o clube tem apenas uma participação dentro da Arena Porto-Alegrense, empresa criada pela OAS (construtora responsável por erguer o estádio) para administrar o empreendimento.

Para mais notícias do Grêmio, clique aqui.

Quer saber como se prevenir do coronavírus? #FiqueEmCasa e clique ​aqui.