Otero reencontrará vítima dos tempos de Galo pela primeira vez como jogador do Corinthians

Fábio Lázaro
·1 minuto de leitura


Espécie de 12° jogador do Corinthians atualmente, o meia Otero pode ser o trunfo do Timão no duelo contra o Vasco, neste domingo (21), às 16h, pela 37ª rodada do Campeonato Brasileiro, na Neo Química Arena, isso porque o time carioca é uma vítima do jogador venezuelano.

O camisa 11 foi contratado pelo time de Parque São Jorge no decorrer dessa temporada, em agosto de 2020, vindo do Atlético-MG. Pelo Galo, Otero marcou duas vezes em quarto encontros diante dos vascaínos.

A tendência é que o atleta inicie o jogo contra o Vasco no banco de reservas, já que Vagner Mancini tem mantido a dupla Gustavo Mosquito e Mateus Vital. No entanto, também seguindo as ações do treinador corintiano, é provável que Otero entre o decorrer da partida, já que no clássico contra o Santos na última quarta-feira (17), quando o Corinthians foi derrotado por 1 a 0, na Vila Belmiro, o camisa 11 atuou durante 32 minutos saindo do banco de reservas.

Além disso, Otero está louco para voltar a balançar as redes, tanto que é o maior finalizador do elenco corintiano atualmente, com 40 chutes ao gol neste Brasileirão, além de também ter o maior índice de dribles centros entre os jogadores do Timão neste Brasileiro, com 50, frente 32 de Mateus Vital e 31 de Léo Natel, que completam a lista do trio com maior índice de acerto no quesito.

Ainda tendo os seus direitos pertencentes ao Atlético-MG, Otero tem 22 jogos com a camisa corintiana, sendo 18 como titular, além de ter ido às redes duas vezes.

>> Veja a tabela do Brasileirão e simule os jogos que restam