Oscilação, horário ruim e ingresso caro: São Paulo vê público diminuir

Alexandre Guariglia
LANCE!
Morumbi terá público baixo mais uma vez nesta quinta (Foto: Divulgação/São Paulo)
Morumbi terá público baixo mais uma vez nesta quinta (Foto: Divulgação/São Paulo)


O São Paulo recebe o Fluminense nesta quinta-feira, às 19h30, no Morumbi, pela 31ª rodada do Brasileirão-2019, mas a expectativa de público para o duelo é baixa. Se o padrão dos últimos jogos em casa foi seguido, o estádio deve receber entre 15 e 20 mil pagantes, número bem abaixo daquilo que já foi registrado em outros momentos da competição nacional. Essa queda de interesse se deve a alguns fatores internos e externos do campo de jogo.

TABELA
> Veja classificação e simulador do Brasileirão clicando aqui

Atualmente o Tricolor tem a terceira melhor média de público pagante do Brasileirão com 32.331 torcedores por partida em casa, atrás apenas do Corinthians, com 34.625 e do Flamengo, que dispara na liderança com 54.052. Fato é que os são-paulinos já ocuparam a vice-liderança desse ranking, mas perdeu o posto após bilheterias decepcionantes neste segundo turno.

Nas últimas duas rodadas, contra Avaí (20.763) e Atlético-MG (18.815), o público ficou abaixo da média do clube no campeonato, algo que deve se repetir nesta quinta-feira, contra o Fluminense. Se compararmos com o melhor público tricolor nesta edição a diferença é ainda maior e isso aconteceu na vitória por 1 a 0 sobre o Ceará, na estreia de Dani Alves, com 47.705 pagantes no Morumbi.






No jogo seguinte, contra o Grêmio, o patamar se manteve alto com 46.997 pagantes, mas o 0 a 0 acabou decepcionando os torcedores, que juntaram isso ao preço dos ingressos e os horários ruins das partidas que vieram na sequência para "abandonarem" o estádio. No 1 a 1 com o CSA, às 19h de um domingo, 29.779 pagantes foram ao Morumbi. Já na derrota por 1 a 0 para Goiás, apenas 12.505 pagaram ingresso para o jogo televisionado das 21h30.

Sobre o preço dos bilhetes, o clube adota a precificação dinâmica, que altera o valor das entradas conforme a relevância da partida. Dessa forma, por exemplo, assistir à estreia de Daniel Alves em um domingo à tarde, foi mais caro do que marcar presença em São Paulo x Goiás, em uma quarta-feira à noite. Entre os dois confrontos também havia uma diferença de momentos, em um o torcedor foi movido pela empolgação, no outro se afastou pela decepção.

Apesar de ingresso mais barato (a partir de R$ 30), embalado por vitória na última rodada e com 100% de aproveitamento em casa desde que Fernando Diniz chegou, o horário das 19h30 do duelo diante do Fluminense, nesta quinta-feira, acaba não ajudando a incentivar o são-paulino a frequentar o Morumbi nessa reta final de campeonato, em busca por uma vaga direta na fase de grupos da Copa Libertadores de 2020.

Veja as variações de média de público do São Paulo ao longo do Brasileirão:

3ª rodada - 32.641
5ª rodada - 44.640
7ª rodada - 29.444
10ª rodada - 31.208
11ª rodada - 31.933
14ª rodada - 34.125
15ª rodada - 35.823
17ª rodada - 37.064
19ª rodada - 36.336
21ª rodada - 34.169
23ª rodada - 33.986
25ª rodada - 34.261
27ª rodada - 33.297
28ª rodada - 32.331
31ª rodada - ?





















Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também