Osasco e Rio de Janeiro saem na frente nas semis da Superliga

As primeiras partidas das séries melhor de cinco das semifinais da Superliga feminina de vôlei aconteceram nesta sexta-feira e tiveram vitórias dos tradicionais times de Osasco e Rio de Janeiro. Jogando em casa, a equipe paulista bateu o Praia Clube, atual vice-campeão do torneio. Em Belo Horizonte, as cariocas superaram o Minas.

Com grande atuação de Tandara, o Osasco saiu na frente do Praia Clube na briga por uma vaga na final da Superliga. A oposto marcou 32 pontos e liderou a vitória de virada do time paulista por 3 sets a 1, com parciais de 25/27, 25/17, 25/12 e 25/13. O triunfo fez com que o Osasco mantivesse a invencibilidade jogando no Ginásio Professor José Liberatti.

O time paulista superou a ausência de sua levantadora titular e a derrota no primeiro set para sair de quadra com a vitória. Por problemas pessoais, Dani Lins foi liberada da partida e não atuou. A experiente Carol Albuquerque não sentiu a pressão e deu conta do recado.

Apesar do início melhor das donas da casa e do barulho da torcida, que lotou o José Liberatti, o Praia Clube não se intimidou. Natasha e Ednéia montaram um paredão no bloqueio e igualaram as ações. O jogo seguiu equilibrado, com as duas equipes se alternando na pontuação. O Osasco chegou a abrir 19/16, mas as mineiras reagiram. Na reta final, o Praia Clube errou menos e fechou a primeira parcial.

Em desvantagem no placar, o Osasco partiu para cima do adversário no segundo set e logo abriu 10/3. As donas da casa conseguiram manter uma diferença confortável na liderança e não permitiram uma reação do Praia Clube. O domínio das paulistas foi ainda maior na terceira parcial. Errando pouco, o Osasco aproveitou a instabilidade do Praia Clube e passou à frente.

A virada deu motivação às donas da casa, que não deixaram o ritmo cair no quarto set. As visitantes bem que tentaram retomar a atuação do início da partida, mas não conseguiram apresentar a mesma consistência. As duas equipes voltam a se enfrentar na próxima terça-feira, às 19 horas (de Brasília), em Uberlândia (MG).

Na Arena Minas, em Belo Horizonte, o Rio de Janeiro não tomou conhecimento da equipe da casa e venceu por 3 sets a 0, com parciais de 25/20, 25/19 e 25/18. O nome da partida foi a ponteira Gabi, que anotou 20 pontos. O bloqueio da equipe carioca também se destacou e contribuiu para a vitória.

Empurradas pela torcida, as donas da casa começaram o jogo motivadas e até dominaram o placar no início, mas rapidamente o time do técnico Bernardinho reagiu e passou a tomar conta do jogo. No final do primeiro set, as mineiras erraram quatro saques em sequência e permitiram que as cariocas fechassem a parcial.

O segundo set começou disputado, com as duas equipes se alternando na pontuação. Com grande atuação do bloqueio, o Rio de Janeiro parou o ataque do Minas e conseguiu abrir vantagem no placar. As donas da casa bem que tentaram reagir, mas não foram páreas para as visitantes.

O Rio de Janeiro continuou mostrando superioridade na terceira parcial e comandou o marcador na maior parte do tempo. O bloqueio fez novamente a diferença e, junto com os ataques de Gabi, garantiu a vitória do time carioca. Rio e Minas voltam a se enfrentar também na próxima terça-feira, às 21h30 (de Brasília), no Tijuca Tênis Clube.