Osaka pode ser excluída de Roland Garros se não participar das coletivas

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·2 minuto de leitura
A japonesa Naomi Osaka durante partida com a romena Patricia Maria Tig no torneio de Roland Garros
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

A tenista japonesa Naomi Osaka, número 2 do mundo, foi multada em 15 mil dólares por ter se recusado a comparecer à coletiva de imprensa neste domingo em Roland Garros, e poderá ser excluída do Grand Slam francês se insistir em sua posição, anunciaram os organizadores da competição.

"Naomi Osaka escolheu hoje (domingo) não cumprir suas obrigações contratuais com a imprensa. Roland Garros aplicou uma multa de 15 mil dólares a ela (...) Avisamos a Naomi Osaka que se continuar a rejeitar suas obrigações com a mídia durante o torneio, poderá sofrer sanções mais duras, incluindo a exclusão do torneio", destacou a organização do evento disputado em Paris.

Osaka anunciou na quarta-feira sua intenção de não participar das entrevistas coletivas em Roland Garros para proteger sua saúde mental.

"Se as autoridades pensam que podem simplesmente continuar a nos dizer 'Vá para a conferência ou você será multada' e ignorar a saúde mental dos atletas que são a peça central, então eu prefiro rir disso", afirmou a tenista nas redes sociais.

“Após estas declarações, os organizadores de Roland-Garros pediram a ela que revisse a sua posição e tentaram, sem sucesso, falar com ela para garantir o seu bem-estar, compreender as suas dificuldades particulares e ver o que poderia ser feito no local para ajudar”, apontou o comunicado da organização da competição francesa, acrescentando que a japonesa foi avisada das possíveis consequências da sua decisão.

No domingo, em um comunicado à imprensa, o Aberto da Austrália, Roland Garros, Wimbledon e o US Open (os quatro torneios que integram o Grand Slam) enfatizaram o desejo de ajudar os jogadores que estão atravessando problemas psicológicos, em particular por causa da pandemia que complicou muito seu estilo de vida.

“A saúde mental dos jogadores envolvidos em nossos torneios e no circuito é de extrema importância para os Grand Slams. Individualmente e coletivamente, estamos dedicando recursos significativos ao bem-estar de nossos jogadores. situação, porém, precisamos do empenho dos jogadores”, destacou o texto.

Em sua estreia na edição de 2021 de Roland Garros, Osaka venceu a a romena Patricia Maria Tig, número 63 do ranking da WTA, por 2 sets a 0, parciais de 6/4 e 7/6.

ig/fbx/iga/dr/lca

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos