Os principais desafios da diretoria do Corinthians em 2021

Lucas Humberto
·2 minuto de leitura

Na última semana, o Corinthians divulgou seu balanço financeiro referente ao ano de 2020. A atual dívida do clube é de R$ 956,9 milhões. Os reflexos da crise financeira são sentidos dentro das quatro linhas. Sem nenhuma contratação em 2021, a diretoria do Timão tem como prioridade solucionar parte das questões econômicas, mas deve ir ao mercado buscar algum reforço pontual.

Confira os principais desafios da diretoria corinthiana em 2021.

Diminuir a folha salarial

Salário de Luan é um dos mais altos do Corinthians. | Alexandre Schneider/Getty Images
Salário de Luan é um dos mais altos do Corinthians. | Alexandre Schneider/Getty Images

Longe das primeiras posições no último Brasileirão, o Corinthians liderou o ranking de maior folha salarial na carteira, com R$ 8,3 milhões pagos aos seus jogadores. Assim, o primeiro grande desafio de Duílio Monteiro é reduzir os custos em 20%.

Para isso, o clube do Parque São Jorge já começou a negociar alguns atletas que não foram utilizados na última temporada ou não tiveram desempenho satisfatório. Marllon, Sidcley, Boselli, Sornoza, Davó... são apenas alguns exemplos de jogadores que estão emprestados ou tiveram contrato finalizado/rescindido.

E o processo deve continuar. Recentemente, uma possível venda de Luan ao Oriente Médio ganhou novos contornos. Ainda que nenhuma novidade tenha sido detalhada, a negociação do camisa 7 parece estar cada vez mais perto da realidade, ao passo em que o jogador vai ficando distante de estar entre as opções de Mancini.

Buscar contratações pontuais

A diretoria deve buscar novas contratações no mercado. | Alexandre Schneider/Getty Images
A diretoria deve buscar novas contratações no mercado. | Alexandre Schneider/Getty Images

O Corinthians não está em posição de buscar grandes referências do futebol brasileiro em 2021. Contudo, a falta de novos jogadores no elenco já é sentida. Com pouca criatividade e escassez de um grande definidor, o Timão está invicto há nove jogos, mas segue sofrendo contra adversários teoricamente inferiores.

Em meados de março, Mancini atualizou torcedores e imprensa sobre o posicionamento do Alvinegro no mercado: "A cereja do bolo seria a chegada de alguns atletas pontuais, e isso vai acontecer. O Corinthians está muito atento ao mercado, conversamos sobre isso internamente. Sabemos da aflição do torcedor. Estamos muito atentos a tudo isso. Aquele atleta que a gente entender que seria um diferencial com certeza a diretoria vai atrás. Vamos em busca disso, sim".

As negociações, no entanto, devem ser cautelosas e dentro da realidade econômica do clube.