Os motivos que impedem o reencontro de William Maranhão com o Santos

William Maranhão tem contrato com o Santos até o final de 2024 (FOTO: Ivan Storti/Santos FC)


O Santos visita o Atlético-GO na próxima quarta-feira (2), às 19h, no estádio Antônio Accioly, em Goiânia, pela 35ª rodada do Campeonato Brasileiro de 2022. O jogo poderia marcar o reencontro entre o Peixe e o volante Willian Maranhão, mas não irá acontecer.


O jogador ainda pertence ao Santos e está emprestado até o final da temporada. Caso o time de Goiás optasse por utilizar o volante, teria que desembolar R$ 500 mil. Porém, Maranhão recebeu o terceiro cartão amarelo contra o São Paulo e de qualquer maneira está fora do confronto.

Desde que foi emprestado ao Dragão, Willian Maranhão disputou todos os jogos pelo Campeonato Brasileiro e ficou de fora em apenas uma oportunidade, cumprindo suspensão pelo terceiro cartão amarelo. Ao foram 15 jogos disputados, um sendo o capitão da equipe.

Maranhão chegou ao Santos no final de março. Ele estava no Bahia e custou cerca de R$ 500 mil para adquirir cerca de 70% dos direitos econômicos do atleta. Sob desconfiança dos torcedores, o volante foi um “plano B” para contratação de Alison, frustrada após uma grave lesão joelho sofrida.

Pelo Peixe, forma 9 jogos disputados. Com a confiança do ex-executivo de futebol do clube, Edu Dracena, Willian Maranhão precisou enfrentar vaias por parte da torcida. O volante também passou por problemas pessoais, fato que o tirou de alguns jogos. Seu contrato com o clube da Vila vai até o final de 2024.

Willian Maranhão tem passagens pelo próprio Atlético-GO, Boavista-RJ, Santa Cruz, Vasco, América-MG e Bahia. Ele chegou a estar no radar do Peixe em 2021, mas as negociações acabaram não avançando. O atleta é natural de São Luís, do Maranhão, e tem 1,79m.