Os melhores aproveitamentos da Série A até a paralisação; confira

Antonio Mota Filho
90min

Quem parou bem e quem estava na pior? A paralisação do futebol é ruim para todos, entretanto, afetas os times de maneiras diferentes: uns sofrem por perder o embalo positivo, enquanto outros ganham um momento para refletir e bolar formas de retornar melhor do que estavam, seja nos Estaduais, nos Regionais, na Copa do Brasil, na Libertadores ou Sul-Americana.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio
Luiz Adriano
Luiz Adriano

A verdade é que o desempenho dos times da elite do futebol brasileiro, fora exceções, em 2020, tem sido bem parecido com o da temporada passada. O ​Flamengo segue em outro patamar, o ​Palmeiras entre picos de boas e más atuações, o ​Grêmio tentando se firmar, o ​Corinthians ‘tropeçando nas próprias pernas’ e por aí vai. Confira abaixo a lista completa:



​#

Time

Aproveitamento​

​1º

​Flamengo

​85%

​2º

​Atlético-GO

​77%

​3º

​Internacional

​71%

​Fluminense

​71%

​5º

​Bahia

​69%

​Fortaleza

​69%

​Palmeiras

​69%

​8º

​Grêmio

​67%

8​º

​Coritiba

​67%

​10º

​Ceará

​64%

​11º

​Goiás

​62%

​12º

​Athletico-PR

​60%

​13º

​Atlético-MG

​59%

​14º

​São Paulo

​58%

​14º

​Santos

​58%

​16º

​Red Bull Bragantino

​57%

​17º

​Botafogo

​50%

​18º

​Sport 

​42%

​19º

​Vasco 

​40%

​20º

​Corinthians

​39%

FBL-LIBERTADORES-GREMIO-INTER
FBL-LIBERTADORES-GREMIO-INTER

Conforme os dados do ​Footstats, é possível perceber também o bom retrospecto do Atlético-GO, que vem se adaptando à elite do futebol brasileiro, mas ainda não foi realmente testado. A crescente do ​Internacional, com o argentino Eduardo Coudet, e do ​São Paulo, com Fernando Diniz. O bom momento do ​Fluminense.


Além das decepções, ​Vasco, que não consegue se equilibrar e vive uma fase ainda pior do que no ano passado. A frustrante largada do Red Bull Bragantino. E, também, os ‘recomeços’ de ​Botafogo, Sport, ​Santos​Goiás​Ceará, Coritiba e ​Fortaleza. Sem contar, os clubes que ainda estavam em processo de remodelagem, como o ​Atlético-MG e o ​Athletico-PR.

Leia também