Os jogos do Paulistão serão com portões fechados ou suspensos? Veja as últimas notícias

Goal.com

O Campeonato Paulista pode ser suspenso por causa da pandemia do coronavírus. Na manhã desta segunda-feira, representantes dos clubes que disputam o Estadual vão discutir sobre a continuidade ou não do torneio na sede da Federação Paulista de Futebol. 

Até o momento, nenhum jogo do Estadual foi suspenso ou adiado. No entanto, as partidas realizadas na capital na rodada do final de semana foram disputadss com portões fechados (o clássico São Paulo e Santos, sábado, no Morumbi, e o duelo entre Corinthians e Ituano em Itaquera). O dérbi campineiro entre Guarani e Ponte Preta, previsto para a noite de segunda-feira, também não terá torcida. 

Idas e voltas

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Na manhã de sexta-feira, 13 de março, às 10h (de Brasília), a FPF havia anunciado por meio de uma nota oficial que "nenhuma rotina deverá ser modificada dentro da programação dos jogos" e que a Comissão Médica da federação estava "seguindo à risca o protocolo preconizado pelo Centro de Operações de Emergências em Saúde Pública para o novo Coronavírus, do Ministério da Saúde".

Porém, pouco depois do anúncio, o Ministério da Saúde recomendou aos Estados que os grandes eventos fossem adiados ou cancelados.

Antes mesmo da oficialização dos portões fechados, o São Paulo já havia sido avisado que o clássico contra o Santos seria sem público.O Tricolor ainda fechou o treino da sexta-feira para a imprensa, justamente por conta do surto do coronavírus.

O Corinthians, também antes do anúncio oficial, afirmou que suspendeu as vendas de ingressos para os jogos contra o Ituano, no domingo, e contra o Palmeiras, na próxima semana. Por meio de uma nota oficial, o clube afirmou que ainda esperava uma definição da Federação para tomar outras medidas.

Outro clube da Série A do Brasileirão, o Red Bull Bragantino teve torcida no jogo contra o Água Santa, na sexta-feira. Demais partidas da rodada realizadas no interior, como o empate entre Inter de Limeir e Palmeiras, também tiveram público.  

Comunicado da CBF

Em sua página oficial, a Confederação Brasileira de Futebol publicou um comunicado na sexta-feira confirmando que as partidas de futebol que serão jogadas na capital paulista no fim de semana terriam portões fechados. Confira a nota, na íntegra:

"A Confederação Brasileira de Futebol (CBF), em sintonia com as orientações da Secretaria de Vigilância em Saúde (SVS) do Ministério da Saúde, determina que, a partir desta sexta-feira (13), todas as partidas de futebol marcadas para as cidades de São Paulo (SP) e do Rio de Janeiro (RJ) sejam realizadas sem a presença de público.

A CBF já comunicou as Federações Estaduais de futebol de São Paulo e do Rio de Janeiro para que tomem as medidas necessárias em relação às competições disputadas nas respectivas cidades.

Essa medida tem prazo indeterminado e está sendo tomada por conta do estágio de transmissão comunitária do coronavírus, já identificado pelo Ministério da Saúde nestes centros urbanos, situação que gerou a recomendação expressa de restrição do contato social nestes eventos.

A CBF monitora de forma permanente o cenário nacional junto ao Ministério da Saúde, cujas orientações continuarão balizando as decisões da entidade".

Comunicado da FPF

Já no domingo (15), a Federação Paulista de Futebol anunciou que a realização ou não das próximas rodadas das três divisões do Estadual será discutida com os clubes. Veja a nota:

"Diante do cenário de pandemia do novo Coronavírus, a Federação Paulista de Futebol convocou os presidentes dos clubes do Campeonato Paulista Séries A1, A2 e A3 para discutir coletivamente as medidas que serão tomadas em relação às próximas rodadas das competições.

As reuniões acontecerão nesta segunda-feira (16) separadamente:

Paulistão Sicredi – 10h
Paulistão A2 Sicredi – 11h30
Paulistão A3 – 16h30

Para evitar aglomeração de pessoas, não haverá atendimento à imprensa em entrevista coletiva ou zona mista.

Tão logo as decisões dos clubes sejam tomadas, a FPF comunicará publicamente".

Leia também