Os grandes destaques da goleada do Flamengo sobre o Madureira

Antonio Mota
·2 minuto de leitura

Avassalador. Impiedoso. Insaciável. E afiado para a Supercopa do Brasil... o Flamengo passou com tudo por cima do Madureira no Raulino de Oliveira, em Volta Redonda, na noite da última segunda-feira (5), pela 8ª rodada do Campeonato Carioca de 2021. O placar de 5 a 1 – e poderia ter sido mais largo – fala por si só, mas o desempenho e todo o conjunto da engrenagem rubro-negra vão além.

Contra o MEC – assim como foi em partes contra o Bangu –, o Mais Querido mostrou repertório, ofensividade e um ritmo excepcional, sobretudo para um início de temporada. O “esboço” do Flamengo de 2021 é muito bom, tem volume, traços bem definidos de Rogério Ceni e demonstra estar no caminho certo. Uma equipe que tem tudo para deslanchar ao longo do ano, mas vamos por partes.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Com força máxima (Rodrigo Caio voltou e formou a dupla de zaga com Willian Arão), o Flamengo não deu chances ao Madureira e foi melhor do começo ao fim. Fez o dever de casa e deu uma aula de organização, movimentação e muita variedade de jogadas. E os números da partida mostram parte do que foi a noite em Volta Redonda: o Fla teve 73% de posse de bola, finalizou 27 vezes – 15 na direção do gol – e teve 8 escanteios. Um massacre.

Além disso, o Rubro-Negro colocou três bolas na trave, teve um gol mal anulado e perdeu algumas boas chances. Fica para a próxima. O fato é que o Flamengo viveu uma noite beirando a perfeição, mas há um “porém”: o lado direito da defesa. E não pelo gol sofrido, mas pelas oportunidades que o MEC criou e por alguns deslizes de Arão. Ceni precisa se atentar um pouco mais ao sistema defensivo.

No mais, o Flamengo foi o dono da partida contra o Madureira e o placar não poderia ter sido outro. Agora, porém, o desafio é muito maior: contra o Palmeiras, no Mané Garrincha, às 11h (de Brasília) do próximo domingo (11), pela final da Supercopa do Brasil.

Quer saber como se prevenir do coronavírus? #FiqueEmCasa e clique ​aqui.