"Os astros se alinharam conosco", diz Hervé Renard, técnico da Arábia Saudita

Após a surpreendente vitória da Arábia Saudita sobre a Argentina nesta terça-feira (2 a 1), o francês Hervé Renard, técnico dos sauditas, fez vários elogios aos seus jogadores. "Victoria... Parabéns aos fantásticos jogadores, os felicito sempre e há três anos que o faço", comemorou o técnico de 54 anos.

"Hoje, para resumir, os astros se alinharam conosco. Não podemos esquecer que a Argentina continua sendo um time fantástico", admitiu o francês. "Eles estavam há 36 jogos sem perder, são os atuais campeões da Copa América, com bons jogadores, mas isso é futebol, às vezes é assim, o mundo do futebol é uma loucura".

Depois de aproveitar o momento, Renard pede que sua equipe se concentre o mais rápido possível nas próximas duas rodadas, nas quais enfrentará Polônia e México.

"Só podemos ter uma boa comemoração durante 20 minutos e pronto, ainda faltam dois jogos", disse o ex-técnico de Zâmbia e Costa do Marfim. "Quando se vem para a Copa do Mundo, é preciso acreditar em si mesmo, tudo pode acontecer no futebol.

Depois de ir para o intervalo em desvantagem no placar e de três gols da Argentina anulados por impedimento, Renard não estava satisfeito.

"Durante o primeiro tempo não fiquei feliz porque a pressão e a determinação não foram boas o suficiente e quando você vem para a Copa do Mundo tem que dar tudo. Não podemos jogar como fizemos no primeiro tempo", analisou ele.

- Vitória que entra para a história -

Sobre o adversário, Renard declarou que não seria surpresa se a Argentina tivesse subestimado sua seleção.

"Às vezes o time adversário é superado por nossa motivação", analisou. "É o Lionel Messi e está jogando contra a Arábia Saudita, ele vai achar que tem que começar bem o jogo e tenho certeza de que a motivação dele não é a mesma de se jogasse contra o Brasil. É normal"

"Esta é uma vitória memorável, vai entrar para a história e é por isso que é importante", disse Renard. "Mas precisamos olhar para o futuro porque temos pela frente dois jogos muito difíceis".

Renard, que conseguiu vencer a Copa das Nações Africanas em 2012 com a Zâmbia e em 2015 comandando a Costa do Marfim, chegou ao comando da Arábia Saudita em setembro de 2019. Conduziu a equipe à final da Copa das Nações do Golfo, perdendo essa decisão para o Bahrein (1 a 0), uma das únicas sete derrotas desde sua chegada à Arábia Saudita.

pve/ng/dam/psr/aam