Os 5 principais acertos do Flamengo na vitória sobre o Goiás fora de casa

Antonio Mota
·2 minuto de leitura

Em meio à pressão por resultados e cobranças por um desempenho melhor, o Flamengo bateu o Goiás por 3 a 0, na Serrinha, em Goiânia, na noite da última segunda-feira (18), pela 30ª rodada do Campeonato Brasileiro. Com o placar, mesmo que sem uma atuação espetacular, o Rubro-Negro chegou aos 52 pontos e voltou ao G-4 da liga nacional, o que trouxe um pouco de paz para o clube e o manteve na briga pelo título.

Neste contexto, veja os 5 principais acertos do Mais Querido na vitória contra o Esmeraldino. E pontos que o time pode levar para a sequência da temporada...

1. Nível de competitividade e intensidade

O Flamengo 'brigou' mais contra o Goiás. E isso é bom. | Wagner Meier/Getty Images
O Flamengo 'brigou' mais contra o Goiás. E isso é bom. | Wagner Meier/Getty Images

Embora não tenha feito uma partida excelente, o Flamengo foi superior, mostrou mais intensidade e competiu muito contra o Goiás. O caminho para o triunfo é esse: além da técnica e da tática, que precisam melhorar muito, o clube tem que entrar com tudo em cada lance. Ponto para Rogério Ceni e cia.

2. Jogo no chão, mas sem abdicar do ‘alto’

Arrascaeta, Gabigol e Diego foram bem na criação; Ceni ganhou uma nova opção. | Bruna Prado/Getty Images
Arrascaeta, Gabigol e Diego foram bem na criação; Ceni ganhou uma nova opção. | Bruna Prado/Getty Images

Contra o Ceará, na semana passada, o Flamengo ficou preso na marcação e apostou no jogo pelo alto, o que não deu certo. Ontem, frente ao Esmeraldino, o Rubro-Negro apresentou mais estratégias, conseguiu trocar bons passes, encaixou algumas triangulações e implementou um jogo mais solto, e isso é muito positivo. Além disso, o time também não desistiu das jogadas aéreas, o que aumenta o leque de opções.

3. Segurança defensiva – notando que o rival era o Goiás

Rodrigo Caio e Gustavo Henrique foram bem na Serrinha. | Buda Mendes/Getty Images
Rodrigo Caio e Gustavo Henrique foram bem na Serrinha. | Buda Mendes/Getty Images

É verdade que o Goiás tem inúmeros problemas, inclusive ofensivos, e que o time não pode ser utilizado como parâmetro para um time que quer ser campeão, mas isso não tira os créditos do sistema defensivo de Rogério Ceni. Com Rodrigo Caio e Gustavo Henrique, o Flamengo foi bem na defesa e pouco sofreu com as ofensivas do Verdão da Serra.

4. Menos afobação, mais paciência

Bruno Henrique e Gabigol se 'reencontraram' em alguns momentos. | Wagner Meier/Getty Images
Bruno Henrique e Gabigol se 'reencontraram' em alguns momentos. | Wagner Meier/Getty Images

O Flamengo também foi menos afobado e mais frio contra o Goiás – mesmo que o time tenha se apressado demais em alguns momentos da partida. O gol de ‘Gabi’ é uma prova disso. Bruno Henrique segurou o passe até o último instante e não deu espaços para falhas. Uma boa decisão de ambos os atacantes.

5. Movimentação e encaixe do meio de campo

Diego vem ganhando espaço no Flamengo. | Buda Mendes/Getty Images
Diego vem ganhando espaço no Flamengo. | Buda Mendes/Getty Images

O Flamengo também conseguiu fazer boas jogadas pelo meio de campo, sobretudo com Diego, Arrascaeta e Gabigol. O trio funcionou bem e foi determinante para o resultado positivo na Serrinha.