Os 5 melhores técnicos do Campeonato Brasileiro

Fabio Utz
·2 minuto de leitura

O técnico de futebol tem seu valor, sim! E muitos deles foram decisivos para a campanha dos respectivos clubes no Campeonato Brasileiro. Por isso, elencamos os cinco treinadores que mais brilharam à beira do gramado ao longo da competição.

5. Jair Ventura

Silvio Avila/Getty Images
Silvio Avila/Getty Images

O Sport trocou seu comando ainda no início do Brasileirão. E, em meio ao medo de uma queda à Série B, Jair Ventura conseguiu manter o clube na elite nacional. A torcida agradece, e muito. Faltou, no final, apenas a vaga à Sul-Americana.

4. Guto Ferreira

Alexandre Schneider/Getty Images
Alexandre Schneider/Getty Images

O Ceará, que vinha de um título da Copa do Nordeste, fez bonito também no Brasileirão. Passou longe do risco de rebaixamento e, ao terminar em 11º lugar com 52 pontos, garantiu vaga à Copa Sul-Americana. Tem dedo do técnico, indiscutivelmente.

3. Cuca

Alexandre Schneider/Getty Images
Alexandre Schneider/Getty Images

Contratado dias antes da primeira rodada da competição para apagar o fogo deixado por Jesualdo Ferreira, não se intimidou com a crise institucional e financeira do Santos. Fechou o vestiário e, mesmo que na reta decisiva o time tenha perdido um pouco de fôlego, colocou o Peixe mais uma vez na Libertadores.

2. Maurício Barbieri

Miguel Schincariol/Getty Images
Miguel Schincariol/Getty Images

Antes de o Brasileirão começar, se tinha muita expectativa a respeito do poder da equipe do Red Bull Bragantino. O início, realmente, foi de assustar. Até Barbieri chegar, tirar a equipe do atoleiro e levá-la à primeira página da tabela. No final, o 10º lugar representa uma ida à Sul-Americana e a possibilidade de projeção internacional.

1. Abel Braga

Buda Mendes/Getty Images
Buda Mendes/Getty Images

Na hora do aperto, ele não se intimidou. Com o pedido de demissão de Eduardo Coudet, Abelão foi chamado às pressas para uma nova passagem pelo Internacional. E não é que quase bateu campeão? A campanha vermelha tem o dedo do comandante, que em determinado momento viu seu time vencer nove partidas seguidas. É preciso, sim, aplaudir. Foi o grande destaque à beira do gramado.