Os 15 anos do aniversário mais amargo do Real Madrid

O Real Madrid completa 115 anos de história nesta segunda-feira (6). Um dos maiores clubes do mundo, repleto de grandes e memoráveis conquistas, o Real celebra seu aniversário na véspera do duelo de volta das oitavas de final da Champions League contra o Napoli. No jogo de ida, 3 a 1 no Santiago Bernabéu. É uma data festiva com expectativa, mas tranquila, com o time em vantagem para avançar no torneio continental e dependendo apenas de si mesmo para encerrar o jejum de cinco anos e conquistar La Liga. No entanto, os Blancos já viveram um pesadelo em um dia de festa anteriormente.

Cristiano Ronaldo Real Madrid Eibar 02102016

(Foto: Getty Images)

Aconteceu em 2002. Naquele 6 de março, o Real Madrid, que completava 100 anos de história, recebeu o Deportivo La Coruña no Santiago Bernabéu para a final da Copa del Rey. A festa estava armada. Afinal, nada melhor para celebrar um aniversário, ainda mais o do centenário, do que um título, certo?

A diretoria blanca inclusive se mexeu nos bastidores para que a "coincidência" acontecesse. A cúpula merengue pediu para o Bernabéu ser a sede da final e que a partida fosse no dia do aniversário de 100 anos do clube. O pedido foi atendido e tudo caminhava perfeitamente bem: Rayo Vallecano e Athletic Bilbao foram eliminados nas fases anteriores, enquanto o Atlético de Madrid e o Barcelona caíram logo no início da competição.

Na final, o adversário seria o Deportivo La Coruña, que na época tinha uma equipe muito forte. No entanto, o fortíssimo e superior Real Madrid, em casa, era favorito. O sonho merengue, porém, virou pesadelo. Sergio González e Diego Tristán colocaram o Depor em vantagem antes mesmo do invervalo. Raúl diminuiu para 2 a 1 no segundo tempo, mas os Blancos não conseguiram o empate. O Real, 15 anos atrás, vivia o "Centenariazo".