Os 11 treinadores que passaram pelo Chelsea nos últimos 15 anos

Fabio Utz
·3 minuto de leitura

A Premier League tem uma tradição de ver treinadores durarem em seus cargos por anos seguidos. É o caso, por exemplo, de Alex Ferguson no Manchester United, ou Arsène Wenger, no Arsenal. No entanto. não são todas as equipes que possuem tanta paciência para ver o trabalho surtir efeito. O Chelsea, por exemplo, não segurou Frank Lampard por conta do baixo rendimento do time mesmo com um investimento pesado em contratações. Os Blues, aliás, vêm demitindo treinadores em profusão. Abaixo, estão os 11 nomes que dirigiram o clube nos últimos 15 anos.

1. Avram Grant

Etsuo Hara/Getty Images
Etsuo Hara/Getty Images

Chegou ao Chelsea em setembro de 2007, no lugar de José Mourinho. Ficou uma temporada nos Blues antes de virar treinador da seleção de Israel. Não conquistou títulos.

2. Luiz Felipe Scolari

Alex Livesey/Getty Images
Alex Livesey/Getty Images

Durou menos que o antecessor. Começou a temporada 2008/2009 e fez todo o planejamento, mas acabou demitido no mês de fevereiro. A equipe ocupava a quarta posição na Premier League.

3. Guus Hiddink

Catherine Ivill - AMA/Getty Images
Catherine Ivill - AMA/Getty Images

Levou em paralelo sua posição no clube com a função de técnico da seleção russa. Ficou até junho de 2009 e ganhou a Copa da Inglaterra. Voltaria ao cargo em 2015, já com a temporada em andamento, e ficou no meio da tabela da Premier League.

4. Carlo Ancelotti

Shaun Botterill/Getty Images
Shaun Botterill/Getty Images

Chegou ao Chelsea em julho de 2009 para colocar a equipe no caminho das vitórias. Em seu primeiro ano, ganhou a Premier League e a FA Cup. Na temporada seguinte, porém, ficou sem títulos. Saiu em 2011.

5. André Villas-Boas

AFP/Getty Images
AFP/Getty Images

O clube pagou caro pelo português, mas a aposta não surtiu muito efeito. Chegou no meio de 2011 e saiu em março de 2012, ou seja, sequer fechou uma temporada.

6. Roberto Di Matteo

Alex Livesey/Getty Images
Alex Livesey/Getty Images

Levou o Chelsea ao céu com a conquista da Champions League 2011/2012. Conseguiu a remontada para cima do Napoli nas oitavas de final (vitória por 4 a 1, sendo que a equipe, ainda com o comando antigo, havia levado 3 a 1 na partida de ida), superou Benfica e Barcelona antes de bater o Bayern de Munique, nos pênaltis, na final. Ainda ganhou a FA Cup, mas mesmo depois de renovar contrato para iniciar a temporada 2012/2013, perdeu o emprego. A verdade é que os atletas não tiveram paciência com ele.

7. Rafa Benítez

Craig Mercer/MB Media/Getty Images
Craig Mercer/MB Media/Getty Images

O espanhol estava há dois anos sem treinar, mas mesmo assim foi chamado. Caiu na fase de grupos da Champions, mas conquistou a Europa League. Saiu ao fim da temporada.

8. José Mourinho

ADRIAN DENNIS/Getty Images
ADRIAN DENNIS/Getty Images

O português voltou ao clube em 2013, seis anos depois de sua saída. Depois de uma primeira temporada de transição, na segunda conquistou a Premier League e a Copa da Liga Inglesa. Tudo mudou logo em seguida, com Mourinho sendo despedido em dezembro de 2015 e Guus Hiddink retornando ao cargo.

9. Antonio Conte

Chris Brunskill Ltd/Getty Images
Chris Brunskill Ltd/Getty Images

Foi contratado em 2016 e permaneceu por dois anos no cargo. Ganhou a Premier League na primeira temporada e a FA Cup na segunda. Teve problemas de vestiário e com a direção.

10. Maurizio Sarri

Robbie Jay Barratt - AMA/Getty Images
Robbie Jay Barratt - AMA/Getty Images

Dirigiu o Chelsea na temporada 2018/2019. Vinha respaldado por seu trabalho no Napoli. Não conseguiu classificação à Champions, mas ganhou a Europa League contra o Arsenal.

11. Frank Lampard

DANIEL LEAL-OLIVAS/Getty Images
DANIEL LEAL-OLIVAS/Getty Images

A temporada 2019/2020 se avizinhava como complicada por conta de uma sanção que impedia o Chelsea de fazer contratações. Roman Abramovich resolveu apostar em Lampard. No entanto, ele durou um ano e meio no cargo.