Os 10 melhores treinadores estrangeiros que estão livres no mercado

·4 minuto de leitura

Nas últimas semanas observamos uma verdadeira dança das cadeiras de treinadores na Europa. Massimiliano Allegri dentro, Andrea Pirlo fora, Filippo Inzaghi, Zinédine Zidane... muitas mudanças aconteceram e outras ainda podem ocorrer nos próximos dias. De qualquer forma, separamos os 10 melhores técnicos estrangeiros que estão livre no mercado e já deixamos aquela famigerada questão: cabe no seu time?

10. André Villas-Boas

Treinador português faz parte da nova geração de profissionais. | Quality Sport Images/Getty Images
Treinador português faz parte da nova geração de profissionais. | Quality Sport Images/Getty Images

Aos 43 anos, André Villas-Boas é um dos melhores representantes da nova gerações de treinadores. Está sem clube desde que deixou o Olympique de Marselha, em fevereiro deste ano. Como técnico, conquistou uma Europa League (Porto), um Campeonato Português (Porto) e um título Russo (Zenit).

9. Andrea Pirlo

Pirlo deveria buscar espaço em equipes menores. | Danilo Di Giovanni/Getty Images
Pirlo deveria buscar espaço em equipes menores. | Danilo Di Giovanni/Getty Images

Muitos torcedores da Juventus podem discordar e, de fato, Andrea Pirlo não fez um trabalho primoroso na Velha Senhora. Contudo, mesmo aos trancos e barrancos, conseguiu conquistar a Coppa Italia e deixar seu antigo clube na Champions League. Não é um currículo tão ruim para um estreante...

8. Cesare Prandelli

Técnico estava na Fiorentina. | Francesco Pecoraro/Getty Images
Técnico estava na Fiorentina. | Francesco Pecoraro/Getty Images

O italiano de 63 anos se demitiu da Fiorentina em março deste ano e ainda não encontrou seu novo destino. Prandelli chegou à final Eurocopa 2012 e, no ano seguinte, terminou a Copa das Confederações na 3ª colocação (ambos no comando da Seleção Italiana).

7. Guillermo Schelotto

Schelotto cairia bem em diversos clubes brasileiros. | Michael Janosz/ISI Photos/Getty Images
Schelotto cairia bem em diversos clubes brasileiros. | Michael Janosz/ISI Photos/Getty Images

Schelotto faz parte da jovem geração de treinadores. Aos 47 anos, o argentino até foi ventilado no São Paulo, mas as tratativas acabaram não avançando. Conquistou uma Copa Sul-Americana (Lanús) na temporada 2012/13 e possui passagens pelo Boca Juniors e LA Galaxy, da Major League Soccer (MLS). Embora seu último trabalho não tenha deixado boas lembranças em Los Angeles, Guilhermo tem qualidade para assumir grandes clubes.

6. Roberto Di Matteo

Último trabalho do italiano foi no Aston Villa. | Stu Forster/Getty Images
Último trabalho do italiano foi no Aston Villa. | Stu Forster/Getty Images

Antes de Thomas Tuchel chegar no meio da temporada e vencer a Champions League pelo Chelsea, Roberto Di Matteo fez o mesmo percurso na temporada 2011/12. Contudo, depois do ápice, ele não conseguiu mais se manter no topo, sendo que seu último trabalho foi no Aston Villa, em 2016.

5. Ernesto Valverde

Valverde não deixou saudades no Barcelona, mas fez bons trabalhos anteriores. | GIUSEPPE CACACE/Getty Images
Valverde não deixou saudades no Barcelona, mas fez bons trabalhos anteriores. | GIUSEPPE CACACE/Getty Images

Sem clube desde que deixou o Barcelona em janeiro de 2021, Ernesto Valverde possui dois títulos de LaLiga na conta e passagens por grandes clubes da Espanha. Ainda que seu último trabalho não tenha deixado bons frutos, a qualidade do técnico é amplamente conhecida.

4. Maurizio Sarri

Sarri caiu depois da eliminação da Juventus na Champions League. | MIGUEL MEDINA/Getty Images
Sarri caiu depois da eliminação da Juventus na Champions League. | MIGUEL MEDINA/Getty Images

Maurizio Sarri já rodou boa parte do País da Bota, tendo sido demitido da Velha Senhora em agosto de 2020 depois da eliminação na Champions League. O experiente italiano de 62 anos conquistou um título da Série A (Juventus) e uma Europa League (Chelsea).

3. Christophe Galtier

Galtier sagrou-se campeão da Ligue 1 2020/21. | LOIC VENANCE/Getty Images
Galtier sagrou-se campeão da Ligue 1 2020/21. | LOIC VENANCE/Getty Images

Galtier não é tão badalado quanto outros nomes desta lista, mas não deixa a desejar em nada. Depois de construir um sólido trabalho ao longo das últimas quatro temporadas, o técnico sagrou-se campeão da Ligue 1 2020/21 com o Lille. Aos 54 anos, possui qualidade suficiente para comandar alguns dos maiores clubes do Velho Continente.

2. Joachim Löw

Alemão estará livre no mercado daqui pouquíssimas semanas. | Andreas Schaad/Getty Images
Alemão estará livre no mercado daqui pouquíssimas semanas. | Andreas Schaad/Getty Images

Löw não está exatamente livre no mercado, mas vai estar em pouco mais de um mês. A Eurocopa 2020 será seu último compromisso com a Seleção Alemã e, depois disso, não há novos compromissos na agenda do ótimo treinador. Qual será o destino do homem que conduziu a Alemanha ao tetracampeonato mundial?

1. Zinédine Zidane

Zidane teria espaço em quase qualquer time do mundo. | Juan Manuel Serrano Arce/Getty Images
Zidane teria espaço em quase qualquer time do mundo. | Juan Manuel Serrano Arce/Getty Images

Dispensa comentários, certo? Zidane já está no seleto patamar de figuras esportivas lendárias, afinal, foi diferenciado dentro das quatro linhas e também na área técnica. Saiu do Real Madrid depois de uma temporada sem títulos, mas brigou até a última rodada por LaLiga e caiu da Champions League na semifinal.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos