Os 10 favoritos a levar a Bola de Ouro nesta temporada

·4 minuto de leitura

Podemos dizer que os jogadores trabalham em prol de duas conquistas ao longo da temporada: títulos coletivos (clubes e seleção) e a Bola de Ouro. A premiação individual, considerada a mais importante da modalidade, sempre causa muita discussão e, em alguns casos, serve como pretexto para grandes transferências.

Agora, com o término dos principais torneios, revisamos quem são os grandes favoritos para levar o troféu. Acompanhe.

1. Lionel Messi

Messi venceu a Copa América em pleno Maracanã | Alexandre Schneider/Getty Images
Messi venceu a Copa América em pleno Maracanã | Alexandre Schneider/Getty Images

Mesmo diante de uma temporada infrutífera no Barcelona - apesar do título da Copa Del Rey -, Messi conseguiu ser destaque absoluto e, como de praxe, teve alguns dos melhores números de LaLiga. Tudo "conspirou" ainda mais a favor do camisa 10 depois da conquista da Copa América, que colocou fim a um jejum que durava quase três décadas.

2. Robert Lewandowski

Lewandowski fez uma Bundesliga espetacular | Alexander Hassenstein/Getty Images
Lewandowski fez uma Bundesliga espetacular | Alexander Hassenstein/Getty Images

41 gols em apenas uma edição da Bundesliga. Esse número fez Lewandowski ultrapassar Gerd Muller, que havia anotado "somente" 40 vezes no Campeonato Alemão. O impressionante alto nível valoriza uma característica muito popular nos últimos vencedores do prêmio: a capacidade de golear. E isso o polonês tem de sobra.

3. Kylian Mbappé

Atacante poderia estar no topo da lista, mas teve erros cruciais na Eurocopa | Justin Setterfield/Getty Images
Atacante poderia estar no topo da lista, mas teve erros cruciais na Eurocopa | Justin Setterfield/Getty Images

Se os números de Lewa impressionam, as estatísticas de Mbappé não ficam atrás. Foram 27 tentos somente na Ligue 1 2020/21. O francês poderia estar liderando esta lista, mas não obteve êxito na Eurocopa 2020: saiu sem balançar as redes e ainda perdeu o pênalti que eliminou a atual campeã Mundial.

4. N'Golo Kanté

Volante foi um dos melhores jogadores do Chelsea na temporada | Marc Atkins/Getty Images
Volante foi um dos melhores jogadores do Chelsea na temporada | Marc Atkins/Getty Images

Cotado depois da impressionante campanha no Chelsea, Kanté foi, ao mesmo tempo, o pulmão e coração dos Blues. Onipresente em campo, o volante foge um pouco das características goleadoras dos últimos vencedores, porém lidera com outro importante fator: a inteligência futebolística.

5. Harry Kane

Centroavante apareceu quando a Inglaterra mais precisava | John Sibley - Pool/Getty Images
Centroavante apareceu quando a Inglaterra mais precisava | John Sibley - Pool/Getty Images

Kane pode até não ter feito uma boa primeira fase da Eurocopa, mas apareceu bem quando os ingleses mais precisavam. Apesar de ter saído com o vice-campeonato, o centroavante conseguiu exibir todas as suas melhores características: visão de jogo, movimentação diferenciada e definição precisa.

6. Jorginho

Jorginho viveu um dos melhores anos da carreira | Marc Atkins/Getty Images
Jorginho viveu um dos melhores anos da carreira | Marc Atkins/Getty Images

No estrelado plantel de Roberto Mancini, nem o conhecido trio de atacantes teve mais destaque que o meia Jorginho. Imprescindível na conquista do torneio, o ítalo-brasileiro viveu uma temporada praticamente irretocável, tendo vencido duas das competições mais importantes do ano.

7. Cristiano Ronaldo

CR7 pode até ter sido eliminado precocemente na Euro, mas deixou sua marca | Alexander Hassenstein/Getty Images
CR7 pode até ter sido eliminado precocemente na Euro, mas deixou sua marca | Alexander Hassenstein/Getty Images

A campanha de Cristiano Ronaldo na Juventus passou longe de ser fácil. Vivendo altos e baixos, o craque foi responsabilizado por grande parte dos fracassos da Velha Senhora na Champions League e Série A. Apesar disso, quebrou recordes na Eurocopa e, mesmo jogando praticamente sozinho, brilhou.

8. Kevin De Bruyne

Belga consegue protagonismo por onde passa | Marcio Machado/Getty Images
Belga consegue protagonismo por onde passa | Marcio Machado/Getty Images

Pulmão do Manchester City, Kevin De Bruyne teve mais um ano diferenciado na carreira. Polivalente, o meia-atacante dançou conforme a música escolhida por Pep Guardiola e conseguiu se manter no ritmo, seja como meio-campista, falso 9, ponta, entre outros.

9. Neymar

Camisa 10 sofreu com problemas físicos | Alexandre Schneider/Getty Images
Camisa 10 sofreu com problemas físicos | Alexandre Schneider/Getty Images

O fato de Neymar aparecer na penúltima posição desta lista se explica pela irregularidade do camisa 10, sobretudo na Ligue 1. Sofrendo com problemas físicos, o brasileiro acabou desfalcando o Paris Saint-Germain em momentos importantes. E, ao contrário de Messi, a boa atuação do atacante na Copa América não rendeu o título.

10. Romelu Lukaku

Belga foi a grande referência de Antonio Conte na temporada | Quality Sport Images/Getty Images
Belga foi a grande referência de Antonio Conte na temporada | Quality Sport Images/Getty Images

Jogador mais importante da Inter de Milão, Romelu Lukaku viveu um protagonismo absoluto na campanha da Série A que colocou fim aos anos de hegemonia da Juventus. O belga foi a referência de um dos melhores clubes da Europa e, sem sombra de dúvida, entrou na disputa pelo prêmio.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos