Orlando Luz encara Wild na final do quali em Piracicaba

João Pires/Fotojump


O primeiro dia de disputas da chave principal do Brasil Tennis Challenger promete fortes emoções com direito à estreia de duas promessas do tênis nacional: o pernambucano João Lucas Reis da Silva e o catarinense Pedro Boscardin.

Ambos foram agraciados com convites da organização e buscam iniciar o ATP Challenger de Piracicaba com o pé direito. O evento distribui US$ 80 mil em premiação e tem o Santander Brasil como seu patrocinador oficial.


Os jogos válidos pela primeira rodada de simples em Piracicaba têm início programado para as 14h (horário de Brasília) desta segunda-feira. Na quadra central, o primeiro brasileiro a tentar vaga nas oitavas é João Lucas Reis da Silva. Atual 316⁰ do ranking da ATP, o tenista de Recife entra em quadra por volta das 16h diante do norte-americano Evan Zhu, 291º do mundo e último a garantir lugar na chave pela classificação na entidade.

O confronto entre Reis da Silva e Zhu é inédito pelo circuito profissional. Em caso de vitória, o pernambucano de 22 anos pode enfrentar o argentino Renzo Olivo, 5º favorito e 183º do ranking, que também joga nesta segunda contra o alemão Timo Stodder.

Na rodada noturna, a partir das 18h30, é a vez do catarinense Pedro Boscardin desafiar o chileno Alejandro Tabilo, principal favorito ao título em Piracicaba. O confronto diante do atual 103º do mundo também é inédito, mas faz o brasileiro de 19 anos se encher de confiança.


“É uma oportunidade praticamente única de jogar no meu país e diante de um adversário de nível top 100. Nunca enfrentei o Tabilo, mas vários brasileiros já jogaram contra ele. Vou conversar com meu treinador para adotar a melhor estratégia, mas a expectativa é grande. Tenho confiança de que vou jogar meu melhor tênis e, quem sabe, sair com uma vitória maiúscula”, declarou o atual 348º do ranking e sétimo melhor representante do País na lista.

DEFINIÇÃO NO QUALI

Neste domingo, foram disputadas as primeiras partidas da fase classificatória do Challenger de Piracicaba. O gaúcho Orlando Luz, da ADK Tennis, de Itajaí (SC), e o paranaense Thiago Wild venceram suas respectivas partidas e se enfrentam, nesta segunda-feira, por um espaço na chave principal. Assim, o Brasil aumenta seu número de representantes no quadro: sete no total.

Wild não teve problemas para derrotar o argentino Ignacio Monzon por 2 sets a 0, com parciais de 6/3 e 6/4 em 1h32. Quase que simultaneamente Orlandinho batia o francês Mathys Erhard também por 2 sets a 0, com 6/4 e 6/4 após 1h47 de partida.


Será o terceiro confronto entre Luz e Wild no circuito profissional, com 1 a 1 no retrospecto. “Amanhã será um jogo muito duro. O Thiago tem um jogo excepcional, bate muito forte, tem todos os golpes, mas me senti muito bem aqui nesse primeiro jogo. Consegui me adaptar bem às condições, está muito quente em Piracicaba, as bolas estão rápidas. Amanhã vou tentar fazer o meu jogo para não deixá-lo confortável”, avaliou Luz, 532º do ranking.

O duelo entre Luz e Wild é o segundo da quadra central, que abre a sua programação a partir das 10h desta segunda-feira. A entrada é gratuita ao público.

Resultados deste domingo do ATP Challenger de Piracicaba:

Qualifying – 1ª rodada

Arklon Huertas Cordova (PER) d. João Domingues (POR) [1], 6/2 e 6/3
Gonzalo Villanueva (ARG) [2] d. Matheus Bueres (BRA), 6/2 e 6/0
Murkel Dellien (BOL) [3] d. Jorge Panta (PER), 7/6(3) e 7/5
Yunseong Chung (KOR) [4] d. Gonzalo Bueno (PER), 6/2 e 6/2
Oleg Prihodko (UKR) d. Remy Bertola (SUI) [5], 7/5, 3/0 e RET.
Orlando Luz (BRA) d. Mathys Erhard (FRA) [6], 6/4 e 6/4
Andrey Chepelev [7] vs Wilson Leite (BRA), 7/5 e 6/3
Moez Echargui (TUN) [8] d. Igor Gimenez (BRA), 6/4 e 6/1
Edoardo Lavagno (ITA) [9] d. Marcelo Zormann (BRA), 3/6, 6/4 e 6/3
Thiago Wild (BRA) [10] d. Ignacio Monzon (ARG), 6/3 e 6/4
Carlos Sanchez Jover (ESP) [11] d. Fernando Yamacita (BRA), 6/7(3), 6/3 e 6/2
Juan Pablo Paz (ARG) d. Gustavo Heide (BRA) [12], 6/1 e 7/5