Orlando explica escalação e justifica demora para mudar o Santos

Orlando Ribeiro acredita estar pronto para comandar o profissional do Santos (Foto: Ivan Storti/Santos FC)


A derrota do Santos para o Atlético-MG por 2 a 1, na Vila Belmiro, ficou marcada, além do resultado negativo, pela demora do técnico Orlando Ribeiro.

Apático durante o segundo tempo, o treinador só foi mudar aos 30 minutos, quando chamou Sandry e Lucas Barbosa para entrar. A mudança aconteceu minutos depois de sofrer o gol do Atlético-MG, marco por Hulk. Vale lembrar que na primeira etapa, Soteldo deixou o campo lesionado.

- Eu não entendia que a equipe estava jogando mal. Estávamos oferecendo muito perigo para equipe do Atlético. Até tomar o gol, estávamos preparando para mudar. Na hora que não tem necessidade, eu não mexo. Mexer por mexer, provavelmente não vou fazer - disse Orlando Ribeiro.

Além disso, o treinador justificou a repetição da escalação da equipe, mantendo o meio-campo com Carlos Sánchez e Luan. Rodrigo Fernández voltou nesta noite após Camacho receber o terceiro cartão amarelo. Contra o Inter, mesmo com o retorno do uruguaio, Camacho foi titular.

- Na realidade, na semana eu não tenho feito muitos testes (no dia a dia). Tenho tentado deixar um padrão para a equipe. Não temos tempo para ficar tirando. Às vezes, é por ordem de cartão ou contusão. A questão de tirar o Marcos Leonardo, não tem essa necessidade. Ele vai se recuperar - completa o treinador.