Organizadores de maratona pedem desculpas por corrida 500 metros mais longa

·2 minuto de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Os organizadores da Maratona de Brighton, uma cidade no sul da Inglaterra, pediram desculpas aos atletas e competidores após o percurso da corrida deste domingo (12) ser 500 metros mais longa que o esperado.

A corrida voltou a acontecer após ter ficado sem uma edição, devido à pandemia de Covid-19. No entanto, os participantes foram forçados a correr metros além do que consta no regulamento, totalizando cerca de 42 quilômetros.

"Gostaríamos de pedir desculpas aos participantes da maratona porque o percurso de hoje teve 568 metros a mais", escreveu o perfil oficial do evento no Twitter. "Estamos totalmente desapontados que isso tenha afetado nossos corredores e esperamos que não tenha prejudicado a experiência, no que é um retorno fantástico após o evento, após 18 meses."

O diretor do evento, Tom Naylor, explicou o erro em uma nota compartilhada nesta segunda-feira (13). "Apesar do percurso da maratona ter sido medido corretamente antes do início da corrida, um erro humano ao traçar uma linha de cone significou que o percurso final da maratona ultrapassou 568 metros."

"Pedimos nossas sinceras desculpas por este erro, que só foi detectado quando os participantes estavam no curso e quando uma alteração não foi possível". Ele ainda garantiu que os finalistas receberão mais informações sobre os tempos e a duração do percurso será ajustada segundo os resultados e tempos de qualificação, segundo a CNN.

Segundo o site Sky News, mais de 7.500 pessoas compareceram à corrida. O vencedor da corrida, Neil McClements ultrapassou o então líder Ollie Garrod 200 metros antes da linha de chegada, cruzando a linha de chegada em 2 horas e 33 minutos, o que gerou comentários de competidores nas redes sociais.

"O corredor que liderava até o final foi ultrapassado a 200 metros do final. Então, basicamente, ele estava vencendo no ponto de chegada tradicional da maratona", refletiu um internauta. Garrot disse ao Telegraph que se sentiu frustrado pelo erro.

"Basicamente, um cone perto de Rottingdean foi colocado muito longe no alto da colina e todos nós sabíamos ao dar a volta -eu olhei para o meu relógio e pensei 'esses marcadores de milhas estão a meia milha fora' e me perguntei como isso aconteceu a uma distância tão curta", disse na entrevista.

E esse não é o primeiro erro envolvendo a maratona. Há quatro anos, os organizadores da Meia Maratona de Brighton revelaram que o percurso tinha 146 metros a menos do que deveria, desde o ano de 2015.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos