Organizada da Lazio proíbe mulheres na 1ª fila da arquibancada

Comunicado foi criticado pela própria diretoria do clube (Reprodução/Twitter)

Organizada da Lazio proíbe mulheres na primeira fila da arquibancada

Comunicado foi criticado pela própria diretoria do clube (Reprodução/Twitter)


Uma mensagem de uma torcida organizada da Lazio causou revolta na Itália. Os apoiadores mais radicais do clube divulgaram um comunicado no último fim de semana pedindo a proibição de mulheres nas primeiras fileiras da "Curva Nord", parte da arquibancada do Estádio Olímpico de Roma tradicionalmente ocupada por estes torcedores. Segundo eles, o espaço não é destinado à elas por ser sagrado e parecido com uma trincheira:

Você já viu o novo app do Yahoo Esportes? Baixe agora!


– Para nós, o norte representa um lugar sagrado. Um ambiente com um código escrito para ser respeitado. As primeiras linhas, sempre, as vivemos como se fossem uma linha de trincheira. Nós não admitimos mulheres, esposas e namoradas, então nós convidamos você a se posicionar a partir da 10ª fila. Nós escolhemos o estádio como uma alternativa para o dia despreocupado e romântico na Villa Borghese (área arborizada de Roma). Vá para outras áreas – trouxe o comunicado.

Leia mais:

- Organizada da Lazio proíbe mulheres na primeira fila

- Lloris é preso antes de enfrentar o United

- Tuchel vai usar novo esquema que deixará Neymar protagonista



A nota não foi aceita por grandes parte da sociedade italiana, que repudiou o desejo dos ultras da Lazio. Irmã Paola, torcedora aficionada pela equipe, rotulou o fato como "absurdo" e afirmou que continuará ocupando as primeiras cadeiras do setor. Arturo Diaconale, porta-voz do clube, criticou o ato, afirmando que o episódio não "não corresponde a visão do clube".

– Nós somos contra qualquer discriminação. Além disso, há um enorme número de torcedores da Lazio, e isso (o comunicado) é uma iniciativa de poucos. Nós não conseguimos intervir para todos os comportamentos inadequados – comentou.

Quem pode sofrer com a atitude dessa minoria é a própria Lazio. A Federação Italiana de Futebol abriu processos disciplinares contra o clube, que pode ser punido financeiramente além de ser proibido de usar o estádio nas partidas como mandante.

2 minutos com Nicola: Mustafá tem derrota histórica no Palmeiras

 

Leia também