Operário escancarou a dura realidade do Vasco para a Série B

·1 minuto de leitura
Marcelo Cabo, durante o jogo do Vasco contra o Operário. Foto: Jorge Rodrigues/AGIF
Marcelo Cabo, durante o jogo do Vasco contra o Operário. Foto: Jorge Rodrigues/AGIF

O Vasco perdeu para o Operário-PR por 2 a 0, em São Januário, na estreia da Série B do Brasileiro. O resultado escancarou a dura realidade que o time terá no campeonato. Apesar de estar mais reforçado, o Vasco foi inferior ao adversário e mereceu ser derrotado. 

O jogo mostrou um Operário muito superior no primeiro tempo e com a vitória parcial correta, numa formação equilibrada com destaques para Leandrinho, Jean Carlo e Ricardo Bueno. Não seria exagero dizer que Ricardo Bueno hoje teria lugar entre os titulares vascaínos. No Vasco, falhas individuais, criatividade pequena e Cano isolado. O "fantasma" de estar começando uma segunda divisão pela quarta vez, nos últimos 12 anos, surgiu com força. 

Na segunda etapa, o Vasco foi mais animado e propositivo, mas sofreu bastante com os contra-ataques do Operário. Em nenhum momento, pareceu que o Vasco conseguiria buscar o empate, com poucas ameaças ao Operário. 

A atuação vascaína acende um grande sinal de alerta numa competição que promete ser uma das mais equilibradas do futebol mundial, em 2021. O Operário é mais organizado e funcional do que o Vasco e ganhou sem sustos, com justiça.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos