Olimpíada 2020: entenda o Rugby Sevens, esporte "novo" na competição

Yahoo Esportes
O time brasileiro feminino é conhecido como 'Yaras', e o masculino como 'Tupis' (AP Photo/Kin Cheung)
O time brasileiro feminino é conhecido como 'Yaras', e o masculino como 'Tupis' (AP Photo/Kin Cheung)

O Rugby Union tem um histórico de idas e vindas nos Jogos Olímpicos. Esteve em quatro das sete primeiras edições na modalidade Rugby Quinze (XV), sendo sua primeira aparição nos Jogos de Paris, em 1900. Depois de 92 anos ausente, ele retornou ao programa olímpico na Rio 2016, porém agora em uma modalidade distinta: o Rugby Sevens (7s).

SIGA O YAHOO ESPORTES NO INSTAGRAM

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Apesar das semelhanças entre ambos nas regras e objetivos, o jeito de jogar é bem diferente um do outro. Confira as principais semelhanças e diferenças entre o Rugby XV e o Rugby 7s.

Leia também:

Número de jogadores é a principal diferença

Enquanto no XV os times são compostos por 15 jogadores sendo 8 forwards (jogadores mais pesados, para jogadas de impacto) e 7 backs (mais leves e ágeis). Já no 7s, os times contam com 3 forwards e 4 backs.

A penalidade funciona do mesmo modo

Quando a bola é derrubada pelos jogadores (em uma penalidade chamada knock on) ou é feito um passe para frente (forward pass), acontece um scrum para o adversário. E, quando a bola sai de campo, ocorre um line-out. Ambas as penalidades são disputadas pelos jogadores forwards, com o auxílio do half - o jogador camisa 9, que está em todas as jogadas, abrindo o ruck após um tackle, ou seja, passando a bola após um dos jogadores do seu time ter sido derrubado.

Tempos de jogos bem diferentes

No XV são jogados dois tempos de 40 minutos, enquanto no 7s são dois tempos de 7 minutos - afinal, os campos têm a mesma dimensão de 120 metros de comprimento por 70 de largura, então os jogadores precisam cobrir mais área, com mais liberdade para correr, o que aumenta a fadiga.

O mesmo modo de pontuação

Para pontuar um try no rugby - seja no XV ou 7s -, o jogador precisa encostar a bola (sem derrubá-la) no chão dentro do in-goal, a linha de fundo. Cada try vale cinco pontos e, em seguida, o time tem o direito a um chute a gol chamado de conversão. Caso a bola passe dentro do H, são adicionados mais dois pontos na jogada, somando um total de sete em uma pontuação chamada try convertido.

Um <em>try </em>convertido equivale a 7 pontos (Getty Images)
Um try convertido equivale a 7 pontos (Getty Images)

Siga o Yahoo Esportes: Twitter | Instagram | Facebook | Spotify | iTunes | Playerhunter

Leia também