Olimpíada não deve ser adiada e pode ocorrer com portas abertas


O Primeiro Ministro do Japão, Shinzo Abe, declarou que pretende realizar os Jogos Olímpicos como planejados. Shinzo não acredita na necessidade de um adiamento e disse ter o apoio dos países participantes do G-7. Além disso, uma reportagem do “The Guardian” diz que o Comitê Olímpico Internacional (COI) descarta a possibilidade de fazer o evento com portões fechados.

Embora o problema do coronavírus não esteja com o epicentro na Ásia, onde a transmissão do COVID-19 começou a ser feita, diversos países europeus estão no ápice da calamidade. A pandemia afeta a saúde da população, de atletas, além de atrapalhar competições que podem servir para classificar uma equipe ou um competidor para a disputa das Olimpíadas.

Segundo a autoridade japonesa, uma reunião por videoconferência foi realizada para discutir o tema.

— Quero manter as Olimpíadas e Paraolimpíadas em sua forma completa, como prova de que a raça humana conquistará o novo coronavírus e ganhei apoio dos líderes do G-7

O Comitê Olímpico Francês acredita que a transmissão do vírus deve diminuir no final de maio, enquanto os Jogos Olímpicos de Tóquio estão programados para começar no dia 24 de julho e terminar no dia nove de agosto. Seiko Hashimoto, Ministra Olímpica, reiterou a posição de apoio e cooperação do governo japonês para que tudo saia como o programado inicialmente.

Uma recente pesquisa feita entre os cidadãos japoneses mostraram que quase dois terços da população é contrária a realização das Olimpíadas neste período e que o evento deveria ser adiado por conta da pandemia. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), mais de 180 mil pessoas já foram infectadas ao redor do mundo.











Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também