Olimpíada: veja medalhas e todos os resultados do Brasil no dia; saiba o que acompanhar à noite

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·5 minuto de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

Completos dois dias de competições na Olimpíada de Tóquio, o Brasil acumula duas medalhas (prata e bronze), o 19º lugar no ranking geral e classificações importantes. Além de pódios no skate e no judô masculinos, houve bom desempenho brasileiro no surfe e até funk tocando em terras japonesas na apresentação de Rebeca Andrade na ginástica artística. Confira os principais momentos das últimas 24 horas:

Destaques do Brasil

A primeira medalha do Brasil veio com Kelvin Hoefler, de 27 anos, no skate street. No somatório geral, ele ficou com 36,15 na final olímpica — as três notas mais baixas de cada skatista eram descartadas. O japonês Yuto Horigome, que conquistou o ouro, terminou com 37,18, e Jagger Heaton (EUA) teve 35,35. Foi o primeiro pódio do skate na história das Olimpíadas: o esporte estreou nesta edição.

Hexacampeão mundial, bicampeão do X-Games e considerado o principal nome do país na modalidade, skatista de 27 anos entrou na pista do Ariake Sports Urban Park como atual número 4 do mundo e saiu como medalhista olimpico.

O judoca gaúcho Daniel Gargnin conquistou a segunda medalha do Brasil, um bronze, ao vencer o israelense Baruch Shmailov por wazari na disputa da categoria 66kg. Gargnin também havia derrotado o 1º colocado do ranking internacional de judô, o italino Manuel Lombardo, e avançou para a semifinal com um wazari nos últimos segundos. Só perdeu para o japonês Hifumi Abe por ippon.

Com o resultado, o judô brasileiro mantém a tradição de subir no pódio olímpico desde 1984. A modalidade é a que trouxe mais medalhas para o país na História: a de Cargnin é a 23ª. O judoca de 23 anos foi vice-campeão dos Jogos Pan-Americanos de Lima (2019), e faz sua estreia em Olimpíadas.

Ao som de "Baile de Favela", Rebeca Andrade deu show na apresentação da ginástica artística, ficou na segunda classificação geral, apenas atrás da americana Simone Biles, e garantiu o Brasil na final.

Com um jogador a menos por quase toda a partida, a seleção masculina de futebol só empatou com a Costa do Marfim, em partida válida pela segunda rodada. Após vencer a Alemanha na primeira partida por 4 a 2, a seleção brasileira não saiu do zero neste domingo. O time perdeu Douglas Luiz com 15 minutos de jogo (situação que foi equilibrada com a expulsão de Eboue Kouassi nos 34 minutos do segundo tempo) e agora chega a quatro pontos no grupo D do torneio.

Nas classificatórias da natação, os brasileiros avançaram em três categorias. No 100m costas, Guilherme Guido avançou para as semifinais ao fechar a 4ª bateria em terceiro lugar. Fernando Scheffer está entre os 16 classificados para as semifinais dos 200m livres com o segundo melhor tempo (1m45s05). Já no 4 x 100m masculino, os nadadores Breno Correia, Pedro Spajari, Gabriel Santos e Marcelo Chierighini conseguiram uma vaga na final com o quinto melhor tempo, 2m30s segundos atrás dos italianos, os vencedores.

Felipe Lima não conseguiu repetir o bom desempenho das eliminatórias e ficou fora da final dos 100m peito. Na semifinal, o nadador finalizou com o tempo de 59s80, insuficiente para terminar entre os oito melhores.

Na última competição deste domingo, a seleção feminina de vôlei bateu as coreanas com certa folga, por 3 sets a 0. Após começo arrasador (25/10), a equipe de José Roberto Guimarães teve trabalho nos sets seguintes (25/22 e 25/19), mas deixou a quadra com a vitória após ponto de Carol.

Outros resultados

Ginástica feminino: Flávia Saraiva se machucou, mas conseguiu a última vaga na final na trave. Lesionada, a ginasta teve de desistir da competição no solo.

Surfe feminino: Silvana Lima (12.13 pontos) e Tatiana Weston-Webb (11.33) se classificaram para as oitavas de final.

Surfe masculino: Italo Ferreira (12.90 pontos) e Gabriel Medina (12.23) avançaram às oitavas de final.

Tênis dupla feminino: Larissa Pigossi e Luisa Stefani estrearam com vitória sobre a dupla do Canadá por 2 sets a 0 (7/6, 6/4).

Boxe masculino: Wanderson "Shuga" Oliveira derrotou sírio por unanimidade na categoria 63kg (com pontuação dos juízes de 30-25, 30-25, 30-25, 30-24 e 30-23).

Tênis de mesa masculino: Gustavo Tsuboi venceu romeno por 4 a 1 e avançou para terceira rodada.

Remo individual masculino: Lucas Verthein fez o segundo melhor tempo da bateria (7:14:26) e avançou às quartas de final.

Canoagem slalom feminino: Ana Sátila ficou em sétimo lugar e garantiu classificação para semifinal.

Handebol feminino: Seleção brasileira empatou com as russas, atuais campeãs, na estreia por 24 a 24.

Taekwondo masculino: Netinho Marques perdeu para turco nas oitavas de final da categoria 68kg e foi eliminado.

Judô feminino: Larissa Pimenta perdeu para japonesa bicampeã mundial e foi eliminada nas oitavas de final da categoria 52kg.

Tênis individual masculino: João Menezes perdeu para croata por 2 sets a 1 (6/7, 7/5 e 7/6), após mais de três horas de partida, e foi eliminado. Thiago Monteiro se despediu do torneio de simples após derrota por 2 sets a 0 para alemão.

Tênis duplas masculino: Marcelo Melo e Marcelo Demoliner foram eliminados por croatas por 2 sets a 0, com primeiro set vencido no tie break.

Vela - regatas feminino (RS:X): Patrícia Freitas ficou em 11ª colocação na classificação geral, após três corridas.

Vela - regatas masculino (Laser): Robert Scheidt ficou em 10º lugar na primeira corrida.

Tênis de mesa feminino: Jéssica Yamada perdeu para suíça por 4 a 2 e foi eliminada na primeira rodada. Bruna Takahashi perdeu para francesa por 4 sets a 0, na segunda rodada, e também deixou a competição.

Destaques da noite/madrugada

Entre a noite deste domingo e a manhã de segunda-feira, o brasileiros vão competir no surfe, skate, triatlo, taekwondo e natação, inclusive valendo medalha. Veja a programação abaixo.

O brasileiro O Brasil enfrenta a França na fase de grupos do A partir das 22h, os brasileiros Às 21h, Icaro MiguelÀs 22h30 começa a natação com vários brasileiros. Às 23h, a dupla Já na manhã de segunda no Brasil (noite em Tóquio), Às 7h40, a brasileira

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos