Olimpíada de Tóquio: Venezuelana ganha ouro em salto triplo feminino e bate recorde mundial

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 minuto de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Yulimar Rojas comemora a vitória
Yulimar Rojas celebra a medalha de ouro ao lado de espanhola Ana Peleteiro, que levou a medalha de bronze

A venezuelana Yulimar Rojas, de 25 anos, ganhou medalha de ouro ao bater recorde olímpico e mundial neste domingo (01/08) no salto triplo feminino na Olimpíada de Tóquio.

Rojas é a primeira mulher da Venezuela a ganhar um ouro olímpico. Ela alcançou 15,67 metros com um salto impressionante, superando a marca olímpica da camaronesa Francoise Mbango, de 15,39 metros, e o recorde mundial de 15,5 metros da ucraniana Inessa Kravets em 1995.

A atleta venezuelana de 1,92 metro de altura era a favorita indiscutível na final olímpica disputada neste domingo.

A portuguesa Patricia Mamona foi a segunda colocada, com 15,01 metros, e a espanhola Ana Peleteiro foi a terceira com 14,88.

Yulimar Rojas durante salto em 1 de agosto
O salto da atleta neste domingo foi considerado impressionante

Desde que alcançou a prata na Olímpiada Rio 2016, Rojas se firmou como a atleta dominante no salto triplo. Nos últimos anos, venceu diversas competições mundiais.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos