Olimpíada de Tóquio: Judoca iraniano conquista prata e dedica medalha a Israel

·1 minuto de leitura

O judoca iraniano Saeid Mollaei, de 29 anos, ganhou a medalha de prata na Olimpíada de Tóquio nesta terça-feira, na categoria de 81kg. Depois da prova, o atleta dedicou a conquista a Israel. Os dois países são inimigos.

- Obrigado a Israel por toda a boa energia, esta medalha é dedicada a você também e espero que os israelenses estejam felizes com esta vitória, todah - disse Mollaei, ao jornal The Jerusalem Post. "Todah" significa obrigado em hebraico.

Mollaei competiu na Olimpíada de Tóquio pela Mongólia. Ele abandonou seu país durante o Campeonato Mundial de Judô, de 2019.

Na ocasião, o governo iraniano pediu para que ele perdesse uma luta. Caso saísse vencedor, Mollaei teria que enfrentar o judoca Sagi Muki, nascido em Israel, país não reconhecido pelo Irã.

Após relatar publicamente o pedido das autoridades iranianas, Mollaei fugiu do país e ficou escondido. Ele ganhou asilo na Alemanha, em agosto de 2019. No final daquele ano, ele se tornou cidadão da Mongólia, país pelo qual competiu em Tóquio.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos