Olimpíada: Boxeador australiano exibe unhas pintadas após vencer luta: 'Quebrar estereótipos'

·1 minuto de leitura

TÓQUIO - O pugilista australiano Harry Garside, que retirou as luvas e exibiu suas unhas pintadas após avançar à semifinal da categoria leve nos Jogos de Tóquio, afirmou que o gesto teve o intuito de "quebrar estereótipos de gênero". O atleta de 24 anos também é conhecido por incorporar o ballet em seus treinos para aprimorar suas técnicas do boxe.

— Eu só quero quebrar estereótipos, para ser honesto. Eu sou um grande adepto disso. Há muitas pessoas por aí que sentem que têm que ser algo porque são homens ou mulheres. O meu objetivo é apenas ser diferente — disse Garside após a luta.

O australiano derrotou Zakir Safiullin, do Cazaquistão, nas quartas de final. Com a vitória, ele garantiu ao menos o bronze, já que não há disputa de terceiro lugar no boxe. Na próxima fase, Garside vai enfrentar o cubano Andy Cruz, que eliminou o brasileiro Wanderson de Oliveira.

Antes de resolver pintar suas unhas, Garside cogitou desfilar de vestido na cerimônia de abertura dos Jogos de Tóquio, mas optou por não fazê-lo com receio de que fosse mal interpretado.

— Sou a favor de ser diferente. Eu ia usar um vestido na cerimônia de abertura. Mas eu não queria ofender ninguém — disse ele. — Sinto que algumas pessoas podem interpretar mal, então essa é minha maneira de mostrar algo.

Garside se tornou o primeiro pugilista australiano a conquistar uma medalha em Olimpíadas. Ele não revelou se planeja um novo gesto para a próxima luta, mas já conta com o apoio de muitos fãs.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos