De olho no G4: Fluminense pode ter segunda maior sequência invicta dos últimos oito anos

João Alexandre Borges e Luiza Sá
·3 minuto de leitura


Uma das gratas surpresas deste Campeonato Brasileiro, o Fluminense vem superando os próprios limites e tabus em busca de uma vaga direto na fase de grupos da Libertadores. Para isso, os próximos sete dias serão essenciais e o Tricolor pode alcançar sua maior sequência invicta da temporada e dos últimos sete anos. A vitória por 3 a 1 contra o Ceará foi a sétima partida sem derrota do time de Marcão, que pode igualar e até passar os números de Odair Hellmann. Caso não seja derrotado por Santos e Fortaleza, o time chegará a nove confrontos sem ser batido.

> Pode sonhar com mais? Relembre as campanhas do Fluminense na Libertadores

Nesta edição do Brasileirão, o Fluminense embalou a maior sequência de jogos sem perder entre os dias 28 de setembro e 31 de outubro de 2020, ainda sob o comando de Odair. O Tricolor disputou oito partidas: venceu cinco e empatou três. A invencibilidade terminou após a derrota para o Grêmio por 1 a 0, em 8 de novembro, na abertura do segundo turno. Este é o maior tempo que o Flu ficou sem perder não só no Brasileiro, mas também em toda temporada.

A série atual de invencibilidade já superou os seis jogos sem perder na reta final do Brasileirão de 2019, também com Marcão. A última vez que a equipe havia ficado tanto tempo conquistando pelo menos um ponto na competição nacional foi em 2013. Foram oito jogos entre a 18ª e a 25ª rodadas. Já somando resultados de todas as competições, os melhores números são em 2016 (11 jogos, oito vitórias e três empates), seguido pelos inícios dos anos de 2019 (oito jogos, cinco vitórias, três empates), 2018 (oito jogos, seis vitórias, dois empates), 2014 (oito jogos, sete vitórias, um empate) e 2013 (oito jogos, cinco vitórias, três empates).

VEJA E SIMULE A TABELA DO BRASILEIRÃO

Na história do Brasileirão, a maior sequência invicta do Fluminense foi de 15 jogos no Campeonato Brasileiro de 2010, com 10 vitórias e cinco empates entre 26 de maio e 1º de setembro. O time atual não conseguirá atingir números tão expressivos, já que restam apenas duas rodadas, mas, a fim de se manter vivo e conquistar a vaga na fase de grupos da competição internacional, o Fluminense irá em busca de mais duas vitórias. A última derrota do Tricolor foi para o Corinthians, no dia 13 de janeiro, por 5 a 0 – curiosamente, esta é a única derrota da equipe no ano. Desde então, são cinco vitórias e dois empates.

- O grupo todo conquistou nosso primeiro objetivo, que era voltar a Libertadores. Agora, a gente tem mais um (classificar para fase de grupos), que sabemos que é muito possível. Estamos trabalhando para isso. – revelou Martinelli, meio-campista do clube após a vitória contra o Ceará.

DE OLHO NOS RIVAIS

A missão, contudo, não é simples. O Fluminense, quinto colocado, está na caça ao São Paulo e ao Atlético-MG, que estão empatados com 62 pontos, dois à frente do Tricolor, com 60 e podendo chegar, no máximo, aos 66. Parte das contas que o Flu precisará fazer vão ser respondidas nesta sexta-feira. Os paulistas enfrentam o Palmeiras, em jogo atrasado. Depois, terão o Botafogo, na próxima segunda-feira, e encerram o campeonato contra o Flamengo, no dia 25, podendo chegar aos 71 pontos – o que ainda lhe confere chances matemáticas de título.

Já o Atlético-MG está com o mesmo número de partidas do Flu e, portanto, já sem chances de título, podendo chegar no máximo aos 68 pontos. O Galo enfrenta o Sport, neste domingo, e encerra o Brasileirão contra o Palmeiras, no Mineirão, também no encerramento da competição dia 25.

Vale ressaltar que, mesmo terminando em quinto, o Fluminense ainda pode ir direto para a fase de grupos da Libertadores. Isso acontecerá caso o Palmeiras vença a Copa do Brasil contra o Grêmio, nos dias 28 de fevereiro e 7 de março. Se assim for, o Brasileirão recebe mais uma vaga direta no torneio continental.

Veja e simule os resultados do Campeonato Brasileiro para entender as chances do Fluminense de conquistar uma vaga direta à Libertadores.