De olho na 'decisão' contra o Unión Santa Fé, Fluminense tem retrospecto recente positivo na Argentina

Fluminense espera alavancar sócio com novos planos (Foto: Mailson Santana/Fluminense)


Após quase um ano, o Fluminense volta à Argentina para uma competição internacional. E a exemplo do confronto contra o River Plate na Libertadores de 2021, o cenário atual obriga o Tricolor a sair do país vizinho com uma vitória para seguir vivo dentro da Sul-Americana. Nesta quinta-feira, o time enfrenta o Unión Santa Fe, pela quinta rodada da competição.

O retrospecto recente do Fluminense na Argentina é extremamente positivo. Das últimas cinco partidas, venceu quatro. Para os torcedores mais supersticiosos, este trunfo anímico pode ser importante para as pretensões da equipe treinada por Fernando Diniz.

+ Flu classificado para as oitavas da Sul-Americana? Simule as possibilidades

Na última vez que o Fluminense jogou na Argentina, venceu o River Plate com autoridade, por 3 a 1, na sexta rodada da Libertadores do ano passado. Com gols de Caio Paulista, Nenê e Yago Felipe, a equipe brasileira contou com um show de Fred e jogou de igual para igual contra um dos maiores times argentinos.

Já em 2012, o resultado não foi favorável na Bombonera. Pablo Mouche fez o gol do Boca Juniors, que sacramentou a única vitória dos 'hermanos' nos últimos cinco jogos em casa.

+ Germán Cano, do Fluminense, pode se tornar cidadão do Rio de Janeiro

Apesar disso, no mesmo ano o Fluminense triunfou mais duas vezes na Argentina, ambas por 2 a 1. Uma contra o Arsenal de Sarandí e outra contra o próprio Boca Juniors, quando calou a Bombonera com uma virada memorável em noite de brilho de Deco. Por fim, em 2011 o Flu não tomou conhecimento do Argentinos Juniors e despachou uma goleada por 4 a 2.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos