Oferta de capitalização da Eletrobras será realizada até julho, diz Bento Albuquerque

·1 min de leitura
Ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, durante cerimônia em Brasília

Por Letícia Fucuhima

SÃO PAULO (Reuters) - O governo terá que reprogramar a oferta de capitalização da Eletrobras após o adiamento do julgamento do Tribunal de Contas da União (TCU) e prevê realizar a operação até julho deste ano, disse nesta sexta-feira o ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque.

Em entrevista coletiva virtual durante visita à Índia, Albuquerque avaliou que houve um avanço do processo, ainda que o TCU tenha adiado a decisão final em 20 dias. "Foi um avanço no sentido de que o relator apresentou o voto dele, houve a oportunidade de o voto ser discutido entre todos os ministros", avaliou.

O pedido de vista do ministro Vital do Rêgo na sessão plenária do TCU da quarta-feira acabou frustrando o cronograma ideal para a oferta da Eletrobras, que previa a conclusão da oferta de ações até 13 de maio.

Questionado sobre a influência do calendário eleitoral no sucesso da operação, Bento Albuquerque ressaltou que o mercado tem demonstrado "muito interesse" em participar da oferta. "Acreditamos que poderá ocorrer, sim, sem dúvidas, até o mês de julho deste ano", disse.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos