'Ofensivamente jogamos bem, mas, defensivamente, nos últimos jogos, fomos muito mal', avalia Domènec

LANCE!
·3 minuto de leitura


O Flamengo levou um passeio pela segunda rodada consecutiva no Campeonato Brasileiro. Desta vez, o algoz foi o Atlético-MG, que goleou o time de Domènec Torrent por 4 a 0, pela 20ª rodada. E o catalão admitiu que os revezes têm sido dolorosos, além de externar treinos específicos para encaixar o sistema defensivo e que o clube está apenas a um ponto do Internacional, líder da competição, por exemplo.

- É muito doloroso sofrer oito gols em dois jogos, hoje foi muito diferente do jogo contra o São Paulo. Treinamos muito defensivamente esses dias e temos de melhorar. Um time que quer ser campeão não pode sofrer tantos gols. Ofensivamente jogamos bem, mas, defensivamente, nos últimos jogos, fomos muito mal. Quando sofre dois gols em dez minutos é muito difícil virar o resultado. Temos de melhorar, todos sabemos disso e estamos focados nisso.

'ACREDITO NO NOSSO TRABALHO'

A entrevista coletiva ocorreu mais de uma hora depois da derrota deste domingo. Marcos Braz e Bruno Spindel, vice-presidente de futebol e diretor executivo da pasta, conversaram a portas fechadas com Dome, que permanece no cargo e falou o seguinte sobre uma possível demissão:

- Acredito no nosso trabalho e da comissão técnica. Não posso controlar o que acontece fora, só diante dos jogadores. Repito que só estamos a um ponto do Inter, nas quartas da Copa (do Brasil) e (disputando) a Libertadores. Trabalhamos todos juntos, isso é um grupo, um grupo muito forte. Quando ganham, ganham todos, quando perdem, normalmente perde o técnico, mas estamos todos juntos.

Agora, pressionado e com desfalques de jogadores na seleção (Pedro, Everton Ribeiro e Isla, pela chilena) e lesionados (Rodrigo Caio, Arrascaeta e Diego), volta os holofotes para a Copa do Brasil, cujo adversário será o São Paulo, nesta quarta-feira, às 21h30h, no Maracanã e pela ida das quartas de final.

- Vamos trabalhar muito duro para quarta. Mata-mata é diferente, uma situação distinta. Vamos perder jogadores para seleção, tem o Filipe (Luís) que ainda não sabemos o que aconteceu, mas tentaremos jogar com os melhores jogadores para ter o melhor time possível. Peço aos torcedores terem confiança nesses jogadores - finalizou Domènec Torrent.

Confira outros trechos da entrevista coletiva:

Está satisfeito com o trabalho no Fla?

- Ofensivamente, sim. Estou feliz por isso, marcamos muitos gols, hoje criamos oportunidades mas não marcamos. Defensivamente não estamos felizes. Um time que quer ganhar o campeonato, a copa, quer ganhar tudo, não pode sofrer tantos gols. Mas acho que ofensivamente estamos jogando bem, temos de melhorar muito defensivamente.

Por que Gabigol e Pedro não jogaram juntos hojes?

- Muito simples. Tem de saber que o Gabigol só treinou dois dias, e leve, muito leve, porque o perdemos por um mês, o Arrascaeta um mês, o Rodrigo Caio um mês. A cada dia está um pouco melhor, mas ainda não tem ritmo de treinamento, não está 100%. Quando o jogador clinicamente tem alta, tem de treinar. Não é automático. Um jogador ficar fora um mês e em dois dias poder jogar 45 minutos. Olhamos os treinamentos e sabemos o que estamos falando.