Odair manda recado ao ídolo Abel Braga e admite atuação ruim do Inter

LANCE!
Foto: Ricardo Duarte


Como virou rotina desde que assumiu o comando técnico do Internacional, o técnico Odair Hellmann demorou a comparecer a sala de imprensa do Beira-Rio. O motivo: O comandante ficou preocupado com Abel Braga, o seu ídolo, que sofreu um mal-estar no jogo no Fla x Flu do Maracanã e foi encaminhado ao hospital.

'Quero mandar um abraço para o Abel. Ele se sentiu um pouco mal no fim do jogo, deve ir para um hospital, passar a noite lá, fazer exames. Fiquei preocupado, liguei para o Abel, falei com Leomir. Mas a notícia do Leomir foi que estava melhor no vestiário. Quero mandar um abraço para ele. Não vai ser nada. Ele é mais forte do que todo mundo e certamente amanhã estará pronto para fazer o que mais gosta que é trabalhar com futebol. Quero desejar a ele um grande abraço e que não seja nada, porque o Abel é um dos meus ídolos. Muito carinho por ele e fiquei muito mal quando eu ouvi a notícia', disse o técnico.

Colegas de profissão, Hellmann e Abel se conheceram em 2014, quando o atual treinador Colorado era integrante da comissão técnica permanente do clube e ambos trabalharam juntos no clube gaúcho.

Classificação

Quando foi questionado sobre o baixo desempenho do Colorado, Odair não escondeu o jogo e criticou o time, que coletivamente não funcionou e fez o comandante ligar o sinal de alerta.

‘A gente conseguiu a classificação, Mas definitivamente, bem objetivo e com claridade e simplicidade, não fizemos um bom jogo. Não conseguimos produzir situações mais claras de gol, uma pressão um pouco maior no Novo Hamburgo. Sejamos claros que o Novo Hamburgo também não produziu essa pressão contra nós. Conseguiu um gol de bola parada. Que é uma situação que vínhamos bem. Entrou. No primeiro jogo do ano também entrou. A bola parada é uma fase importante do jogo. Mas hoje, coletivamente, não fizemos um bom jogo. Aí isso prejudica as avaliações individuais e as individualidades. Mas foi importante nossa passagem, queríamos a classificação. Então, precisamos saudar a classificação, mas precisamos ficar atentos para não repetir a atuação que fizemos hoje’, concluiu.

Com a vaga na semifinal garantida, Odair Hellmann e o Internacional aguardam o vencedor do jogo entre Aimoré e Caxias para descobrir quem será o próximo adversário no Gauchão.