Odair admite jogo 'muito abaixo' e assume responsabilidade em derrota do Fluminense

Luiza Sá
·3 minuto de leitura


Embalado com a sequência de oito partidas sem perder, o Fluminense não conseguiu imprimir um bom ritmo e acabou derrotado pelo Grêmio por 1 a 0 neste domingo, no Maracanã. Um dos grandes problemas do Tricolor foi na criação de jogadas, que funcionou pouco. Após a partida, o técnico Odair Hellmann admitiu a atuação ruim da equipe nesta 20ª rodada do Campeonato Brasileiro e deu méritos ao adversário.

- Realmente hoje tivemos dificuldades em todos os aspectos. Acho que conseguimos retomar o padrão a partir dos 15 minutos do primeiro tempo, mas foi por pouco tempo. Foi mais equilibrado, mas eles começaram melhor do que nós. No segundo tempo, já com placar adverso, tentamos variações. Mas abriu muito para a característica do Grêmio do contra-ataque rápido e forte. Não conseguimos definir nossas jogadas, tanto que nossas finalizações foram poucas. O Grêmio baixou muito as linhas, compactou o bloco defensivo, neutralizava as ações por dentro e limitou as situações, que ficaram mais lentas. Foi uma partida muito abaixo. O Grêmio mereceu a vitória - avaliou.

As substituições após o intervalo acabaram deixando o Flu ainda mais sem opções e velocidade. Odair até tentou corrigir, mas não conseguiu melhorar a atuação da equipe. O treinador explicou a decisão por colocar Paulo Henrique Ganso e Marcos Paulo no intervalo, além de Luiz Henrique e Felippe Cardoso pouco depois.

- A responsabilidade da derrota é toda minha. Os jogadores tentaram da melhor forma dentro das suas características e dentro do padrão tático. O primeiro tempo foi mais equilibrado. No intervalo aproveitei para fazer as mudanças e não esperar 10, 15 minutos. Até para poder conversar com a equipe. Sabendo que o Grêmio iria baixar a linha de marcação, sabendo que não conseguimos furar essa defesa, coloquei dois jogadores que tem trabalho de bola para construir - disse.

- Quando você joga contra um adversário com um bloco muito baixo e com um contra-ataque forte, você precisa errar muito pouco nessa fase de construção e hoje a gente errou muito, muito acima do normal. Isso acabou facilitando o contra-ataque do Grêmio. A ideia foi de construção, buscar o controle. A nossa posse foi muito pouco efetiva. Não conseguimos transpor essa marcação do adversário. Não foi uma boa partida em todos os sentidos, não conseguimos nos impor. É retomar os trabalhos esta semana, nosso padrão e continuar na caminhada. Como eu digo, não está tudo certo quando ficamos oito jogos sem perder e não está tudo errado agora - completou.

Especificamente sobre Ganso, o treinador preferiu não falar de forma individual, como já é de costume em suas entrevistas, e voltou a chamar a responsabilidade para si.

- Não costumo falar individualmente de jogadores, especialmente nas derrotas. A responsabilidade é toda minha. Todos tentaram dar o melhor, mas não conseguimos e por isso perdemos - afirmou.

Um desfalque de última hora foi o meio-campista Yago Felipe. O jogador testou positivo para Covid-19 em exames neste domingo e acabou cortado. Odair lamentou, mas exaltou o restante do grupo. Além disso, o treinador se disse chateado por perder pontos em casa. O Flu havia perdido apenas uma vez atuando como mandante neste Brasileirão.

- Ele treinou bem durante a semana, mas aconteceu essa situação, que é ruim. Tivemos uma semana boa de treinamento. Mas tenho confiança nos outros jogadores, que já fizeram grandes atuações. Hoje jogamos abaixo daquilo que pudemos até aqui. Quando fazemos uma partida muito abaixo do padrão acaba tendo dificuldades. O Grêmio soube explorar os aspectos que não estavam tão bons. Foi uma derrota em um jogo em casa, vínhamos bem na parte de cima. Da mesma forma que ganhamos fora, hoje perdemos aqui. Não gostaríamos e estamos chateados. Mas a forma de reverter e buscar é como estamos fazendo, recuperar o padrão para buscar a vitória e retomar a caminhada - completou.