Ochoa revela segredo para defender o pênalti de Lewandowski

Ochoa conseguiu parar cobrança de pênalti do artilheiro polonês Lewandowski. Foto: Jia Haocheng/Xinhua via Getty Images
Ochoa conseguiu parar cobrança de pênalti do artilheiro polonês Lewandowski. Foto: Jia Haocheng/Xinhua via Getty Images

Não há dúvida que o homem do dia na terça-feira (22) da Copa do Mundo foi Guillermo Ochoa, que salvou a seleção mexicana de sofrer uma derrota em sua estreia na Copa do Mundo de 2022 no Catar ao defender um pênalti cobrado por Lewandowski.

No final do duelo contra a Polônia, o goleiro do El Tri revelou o segredo para encerrar uma sequência de mais de três dezenas de pênaltis não defendidos na carreira.

Leia também:

"Trabalhamos dois meses nisso com Gustavo Piñero, é um pouco difícil porque você vê seus pênaltis em vídeo, que são mais de 100, e não sabe onde ele vai chutar, mas na final estou feliz por defender o pênalti e manter o zero", comentou Memo à imprensa.

Pois bem, o esforço e os treinos constantes valeram a pena para que Ochoa Magaña tivesse uma de suas habituais noites de ouro nas Copas do Mundo e foi fundamental para manter vivas as aspirações do El Tri.

Ochoa é conhecido por grandes atuações em Copas do Mundo. O goleiro de 37 anos, que é chamado para Mundiais desde 2006, só se tornou titular na edição de 2014 realizada no Brasil. Até o momento são nove partidas como titular em Copas.

Duas dele foram contra o Brasil e o torcedor não esquece.

Na fase de grupos em 2014, o goleiro teve um confrontou com Neymar inspirado. Com muitas defesas difíceis acabou eleito o melhor em campo e o jogo terminou 0 a 0, firmando o goleiro como titular da seleção mexicana.

Já em 2018, Ochoa não conseguiu evitar a derrota mexicana por 2 a 0, mas fez boas defesas para impedir uma goleada brasileira em jogo das oitavas de final da Copa da Rússia.

Foi em 2018 que Ochoa fez uma das suas exibições de gala em Copas. Na estreia mexicana na fase de grupos, o goleiro foi o principal responsável pela vitória sobre a Alemanha por 1 a 0. Ele segurou a pressão dos então campeões mundiais, não foi vazado e comemorou a vitória com um gol de Lozano no fim da partida.

Agora Ochoa terá outra grande missão: parar Messi e a Argentina que vai em busca de reabilitação após derrota na estreia. México e Argentina se enfrentam no próximo sábado (26), às 16h00, pela segunda rodada do grupo C.