Inter terá déficit de R$ 58 mi em 2017, diz mandatário

RADAR / LANCE!
Presidente espera caminhada regular para voltar à elite nacional

Ao que tudo indica, a contenção de despesas deve marcar o início da gestão de Marcelo Medeiros no Internacional. Em entrevista coletiva ao lado do diretor financeiro Giovani Zanatta na manhã desta sexta-feira, o mandatário colorado revelou que em 2017 deve passar por um déficit recorde em sua história: R$ 58 milhões.

Além de encontrar um clube com R$ 25,5 milhões em contas atrasadas, há déficit de R$ 27,5 mi deixado por Vitorio Piffero e pagamentos mensais de R$ 3,5 milhões por um empréstimo bancário pedido ao Banrisul (no valor de R$ 77 milhões). Tamanhas dívidas tentem a obrigar a renegociar prazos, que fizeram com que Marcelo Medeiros fosse taxativo:

- A situação é a mais grave da história. Jamais jogamos a Segunda Divisão. E isso graças ao desempenho constrangedor do segundo semestre de 2016.

Segundo Medeiros, o conselho fiscal avaliará as contas da gestão de Vitorio Piffero:

- - Quem vai analisar as contas da gestão passada é o conselho fiscal do clube. Nós não temos atribuições investigativas. Não estamos aqui opinando. Estamos aqui demonstrando. Caberá ao conselho fiscal opinar.

O dirigente confia na força do Internacional para que o clube consiga uma recuperação financeira:

- Esses números são extremamente emblemáticos. Recebemos o clube com R$ 25 milhões em contas atrasadas. Mas isso não nos surpreendeu. Por sorte, o Inter é muito grande, tem uma torcida fiel e um patrimônio que causa inveja a todos os clubes do país. Vamos nos recuperar

O mandatário revelou que o Colorado renegociou dívidas trabalhistas com atletas que passaram pelo clube, como Diego Forlán. O uruguaio receberá os R$ 8 milhões que o Inter deve a ele em 18 parcelas.

Questionado sobre o aumento da folha salarial para R$ 7 milhões, Marcelo Medeiros disse:

- A folha subiu sim. Porque a folha do ano passado nos rebaixou.

Diretor financeiro do Inter, Giovani Zanatta apontou que o Inter contará com a ajuda de uma auditoria financeira para saber a real situação do clube:

- Para fazer o diagnóstico da nossa dívida, contaremos com uma empresa, que fará estudos e analisará a estratégia que teremos de fazer para a nossa gestão.

Marcelo Medeiros garantiu que o trabalho será intenso:

- Nossa obrigação é colocar as contas em dia, para deixar uma gestão melhor.

























E MAIS: