O XI ideal combinado entre Real Madrid e Chelsea, com base nas prováveis escalações

Nathalia Almeida
·4 minuto de leitura

THE CHAAAAMPIONS!

Na próxima terça-feira (27), a bola rola pela competição de clubes mais assistida e prestigiada do futebol mundial, a Champions League. Na capital da Espanha, Real Madrid e Chelsea se enfrentam pelo jogo de ida da primeira semifinal, partida que coloca, frente a frente, dois clubes de currículo bem distinto na história deste torneio.

O time londrino sonha com o segundo título europeu, ao passo que o gigante merengue persegue sua 14ª conquista continental. Quem levará a melhor?

Analisando as prováveis escalações das duas equipes e desconsiderando os jogadores que estão fora dos relacionados - lesionados como Sergio Ramos e Ferland Mendy, por exemplo -, montamos o nosso XI ideal combinado entre Real Madrid e Chelsea. Confira:

1. Thibaut Courtois (Real Madrid)

Courtois faz grande temporada pelo Real | Fran Santiago/Getty Images
Courtois faz grande temporada pelo Real | Fran Santiago/Getty Images

Ainda que o francês Mendy faça uma primeira temporada excelente pelo Chelsea, Courtois também está em grande forma no Real Madrid e é tecnicamente mais completo que o rival.

2. César Azpilicueta (Chelsea)

Espanhol 'renasceu' em Stamford Bridge | Justin Setterfield/Getty Images
Espanhol 'renasceu' em Stamford Bridge | Justin Setterfield/Getty Images

O espanhol ganhou 'vida nova' em Londres desde a chegada de Tuchel e se tornou no grande líder do sistema defensivo azul. Atuando como zagueiro pela direita no esquema (3-4-3) do alemão, faz uma Champions irretocável. Importante ressaltar que o Real vive um drama de lesões em sua LD.

3. Eder Militão (Real Madrid)

Militão entrou muito bem na vaga de Sergio Ramos | Denis Doyle/Getty Images
Militão entrou muito bem na vaga de Sergio Ramos | Denis Doyle/Getty Images

Em condições normais, essa vaga no miolo de zaga seria de Sergio Ramos, mas o capitão merengue está lesionado e não enfrentará o Chelsea. Seu substituto, o jovem Militão, vem fazendo grandes partidas e deixou ótima impressão contra o Liverpool. Varane, por outro lado, está em má fase.

4. Thiago Silva (Chelsea)

Thiago Silva encaixou imediatamente no Chelsea | IAN WALTON/Getty Images
Thiago Silva encaixou imediatamente no Chelsea | IAN WALTON/Getty Images

Muitos imaginavam que a adaptação do brasileiro ao futebol inglês demoraria, mas não foi isso que vimos em seus primeiros meses de clube. Teve dois ou três jogos muito ruins, mas outros 20 bons ou muito bons, e por isso merece sua vaga nesta seleção. Ainda é muito acima da média tecnicamente.

5. Ben Chilwell (Chelsea)

Chilwell é válvula de escape importante pelo lado esquerdo | Quality Sport Images/Getty Images
Chilwell é válvula de escape importante pelo lado esquerdo | Quality Sport Images/Getty Images

Na ausência de Mendy (lesionado), Zidane deve improvisar o zagueiro Nacho na lateral-esquerda, já que Marcelo não vive boa fase. A escolha por Chilwell, portanto, é mais do que natural: é sólido na defesa e forte no apoio.

6. Casemiro (Real Madrid)

Casemiro é o 'pulmão' do meio-campo merengue | Quality Sport Images/Getty Images
Casemiro é o 'pulmão' do meio-campo merengue | Quality Sport Images/Getty Images

O brasileiro é o 'cão de guarda' do meio-campo merengue, mas além de executar com maestria suas funções defensivas, ajuda demais no apoio e na bola aérea. É um volante moderno completo, superando a forte concorrência do francês Kanté.

7. Toni Kroos (Real Madrid)

Kroos segue sendo o 'regista' do Real Madrid | Soccrates Images/Getty Images
Kroos segue sendo o 'regista' do Real Madrid | Soccrates Images/Getty Images

Entre Jorginho e Kroos, não tem como não escolhermos o alemão. Frio e dono de uma precisão assustadora nos passes e lançamentos, dita o ritmo do jogo do Madrid. Oscila muito pouco e tem um currículo extremamente vitorioso.

8. Luka Modric (Real Madrid)

Modric pode não ter a velocidade de antes, mas a técnica se mantém | Denis Doyle/Getty Images
Modric pode não ter a velocidade de antes, mas a técnica se mantém | Denis Doyle/Getty Images

Sim, essa trinca de meio-campo do Real Madrid é um deboche, e já falamos sobre o entrosamento deles anteriormente. Eles se complementam de forma muito especial, sendo Modric o mais 'cerebral' e vertical dos três meias. Vem brilhando nas assistências nessa Champions.

9. Mason Mount (Chelsea)

Mount é o jogador mais regular do sistema ofensivo azul | Mike Hewitt/Getty Images
Mount é o jogador mais regular do sistema ofensivo azul | Mike Hewitt/Getty Images

O Chelsea abriu os cofres e buscou duas estrelas no futebol alemão, Timo Werner e Kai Havertz, mas por ironia do destino, o grande destaque de seu sistema ofensivo na temporada vem sendo uma de suas 'crias'. Com oito e sete assistências, é o jogador mais regular do ataque azul.

10. Vinícius Júnior (Real Madrid)

Vinicius cresceu muito de produção nesta temporada | Denis Doyle/Getty Images
Vinicius cresceu muito de produção nesta temporada | Denis Doyle/Getty Images

Kai Havertz até cresceu um pouco de produção com a chegada de Tuchel, mas ainda é muito irregular e não passa confiança ao torcedor do Chelsea. Já Vini Júnior vem de grandes performances contra o Liverpool e faz sua temporada mais sólida pelo Real, com seis gols e sete assistências.

11. Karim Benzema (Real Madrid)

Benzema é o grande nome do Real Madrid em 2020/21 | Angel Martinez/Getty Images
Benzema é o grande nome do Real Madrid em 2020/21 | Angel Martinez/Getty Images

A disputa chega a ser injusta para Timo Werner, já que o centroavante francês faz sua melhor temporada com a camisa do Real em 2020/21. Além do faro de gols apurado, Benzema dá muito volume para a equipe, chama jogo, sai da área para abrir espaços... É um camisa 9 diferenciado.