O XI ideal combinado entre Inglaterra e Alemanha, com base nas prováveis escalações

·4 minuto de leitura

O único confronto de oitavas de final da Eurocopa que reúne duas campeãs do mundo é, também, um dos confrontos que mais levanta desconfiança nos torcedores, já que Inglaterra e Alemanha estão devendo futebol e ainda não convenceram na competição.

Ainda assim, estamos falando de duas equipes poderosas, formadas por jogadores valiosos e muito prestigiados mundialmente. Levando em conta a qualidade técnica dos atletas e o nível de atuações na Euro 2020, montamos o nosso XI ideal combinado entre ingleses e alemães, com base nas prováveis escalações. Gündogan, Chilwell, Grealish e Jadon Sancho, que nas prévias aparecem como reservas, não entraram no debate para a montagem desta seleção.

Confira:

1. Manuel Neuer (Alemanha)

Neuer fez uma grande temporada pelo Bayern | Soccrates Images/Getty Images
Neuer fez uma grande temporada pelo Bayern | Soccrates Images/Getty Images

O arqueiro alemão não faz uma Eurocopa exuberante, mas é muito superior tecnicamente que seu arquirrival. Costuma crescer em decisões e passa mais confiança que Pickford.

2. Joshua Kimmich (Alemanha)

Kimmich é onipresente na Alemanha | Soccrates Images/Getty Images
Kimmich é onipresente na Alemanha | Soccrates Images/Getty Images

Atuando como ala pela direita, o camisa 6 é onipresente: está em todos os cantos do campo, incansavelmente buscando jogo e sempre importante na defesa e principalmente no ataque. Muito superior a Kyle Walker.

3. John Stones (Inglaterra)

Stones faz uma boa Euro até aqui | Chris Brunskill/Fantasista/Getty Images
Stones faz uma boa Euro até aqui | Chris Brunskill/Fantasista/Getty Images

A temporada de Rüdiger foi muito boa, mas o zagueiro central da Alemanha não faz uma boa Euro até aqui. Stones é mais técnico que o rival alemão e leva a melhor por suas atuações na competição até aqui.

4. Harry Maguire (Inglaterra)

Maguire não é brilhante, mas é um bom zagueiro | Robin Jones/Getty Images
Maguire não é brilhante, mas é um bom zagueiro | Robin Jones/Getty Images

No auge de sua forma, Hummels é mais zagueiro que Harry Maguire. Mas o alemão não está em seu melhor momento físico e técnico: o gol contra na estreia e as falhas contra Portugal mostram isso. O inglês é mais confiável neste momento.

5. Robin Gosens (Alemanha)

Gosens brilhou contra Portugal | Kai Pfaffenbach - Pool/Getty Images
Gosens brilhou contra Portugal | Kai Pfaffenbach - Pool/Getty Images

Um dos duelos mais difíceis deste XI ideal é esse na lateral-esquerda: Gosens x Shaw. A temporada do inglês foi ótima pelo United, mas a do alemão também foi sensacional pela Atalanta. A escolha aqui acabou sendo por quem gerou mais impacto a favor de seu time nesta Euro.

6. Leon Goretzka (Alemanha)

Goretzka anotou o gol que classificou a Alemanha | Soccrates Images/Getty Images
Goretzka anotou o gol que classificou a Alemanha | Soccrates Images/Getty Images

Autor do gol que selou a classificação da Alemanha às oitavas, Goretzka deve iniciar entre os titulares no lugar de Gündogan, que não faz uma boa Euro. É mais experiente e consolidado que Declan Rice, que apesar de ser muito talentoso, ainda tem um caminho a percorrer e evoluir.

7. Toni Kroos (Alemanha)

Kroos pode entregar mais, mas ainda assim é diferenciado | Soccrates Images/Getty Images
Kroos pode entregar mais, mas ainda assim é diferenciado | Soccrates Images/Getty Images

Toni Kroos pode jogar mais do que vem jogando? Sem dúvida. Mas mesmo a 60%, o camisa 8 ainda é fundamental e decisivo no meio-campo alemão. Kalvin Phillips faz uma Euro superior, mas não dá para deixar a estrela do Real Madrid de fora desta seleção.

8. Mason Mount (Inglaterra)

Mount é o principal armador da Inglaterra | Visionhaus/Getty Images
Mount é o principal armador da Inglaterra | Visionhaus/Getty Images

Müller tem o currículo, Mount tem o momento. No desempate, escolhemos o garoto inglês, que participou mais dos jogos que fez e errou menos. O experiente camisa 25 germânico, definitivamente, não faz uma boa Euro.

9. Raheem Sterling (Inglaterra)

Sterling foi o cara da classificação inglesa | Robin Jones/Getty Images
Sterling foi o cara da classificação inglesa | Robin Jones/Getty Images

Brilhante tecnicamente? Definitivamente não. Mas Sterling foi decisivo para a Inglaterra, que não teria avançado às oitavas não fossem os gols decisivos de seu camisa 10. Mais efetivo que Sané, que ainda está devendo na competição.

10. Harry Kane (Inglaterra)

Harry Kane ainda não foi às redes na Eurocopa | Chloe Knott - Danehouse/Getty Images
Harry Kane ainda não foi às redes na Eurocopa | Chloe Knott - Danehouse/Getty Images

A fase do camisa 9 inglês é das piores e pode parecer absurdo que seu nome apareça aqui. Mas a Alemanha tem jogado sem um centroavante de origem, e Gnabry fez fazendo uma Euro ruim como falso 9. Preferência, portanto, para quem ao menos é da posição.

11. Kai Havertz (Alemanha)

Havertz é um dos poucos jogadores do ataque alemão que estão bem | Soccrates Images/Getty Images
Havertz é um dos poucos jogadores do ataque alemão que estão bem | Soccrates Images/Getty Images

Campeão europeu pelo Chelsea, Kai Havertz é o único jogador de ataque da Alemanha que foi razoavelmente bem na fase de grupos. Sané, Gnabry e Müller deixaram e muito a desejar. Como Foden ainda não teve uma grande exibição nesta Euro, escolhemos o camisa 7 germânico.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos