O que o retorno de Fred pode significar para o Fluminense em 2020

Luiza Sá
LANCE!


O Fluminense vive nos últimos meses a expectativa pelo retorno do atacante Fred ao clube. Um dos grandes ídolos da torcida, o jogador está cada vez mais próximo de vestir a camisa tricolor mais uma vez e trará junto a ele uma série de mudanças dentro do clube. Em um ano mais complicado por conta da pandemia do novo coronavírus, o camisa 9 pode representar uma mudança financeira importante, tanto para o positivo quanto para o negativo, além de bombar o setor de marketing e o mais importante: aumentar a qualidade técnica do time.

Neste último fator, a diretoria entende que o elenco está bem servido. A ideia com Fred, portanto, é elevar a qualidade do ataque e cumprir um antigo sonho e promessa de campanha do presidente Mário Bittencourt. Atualmente, o artilheiro do Flu é Nenê, com nove gols. Marcos Paulo e Evanilson aparecem em seguida, com cinco cada. Para o ataque, seja como referência ou pelos lados, o técnico Odair Hellmann conta com 10 opções. São eles Caio Paulista, Fernando Pacheco, Lucas Barcelos, Marcos Paulo, Matheus Alessandro, Pablo Dyego, Wellington Silva, Evanilson, Felippe Cardoso e Matheus Pato.

Na parte financeira, o único fator que pode pesar contra é o valor salarial. Isso, porém, está sendo minuciosamente discutido para que não seja algo além do que o clube pode pagar. Fred está ciente da limitação neste sentido, mas deseja o retorno mesmo assim, facilitando o processo de negociação. Um item já está definido: o tempo de contrato, até o fim de 2022, quando o atacante teria 39 anos.

Aí entra um novo fator positivo para a contratação. Mário Bittencourt tem em mente a possibilidade de Fred continuar no Fluminense mesmo depois da aposentadoria, aproveitando o vínculo afetivo entre as partes. O camisa 9 já manifestou a vontade de continuar no futebol após pendurar as chuteiras e esse seria mais um incentivo para o acerto.





Marketing e aumento de receitas

A pandemia da COVID-19 atrapalhou a votação do orçamento de 2020 do Fluminense. O clube vai refazer os valores, reajustando para o atual cenário. A contratação de Fred entrará nesta conta. A chegada de um ídolo do porte do atacante movimenta mais do que somente dentro das quatro linhas. A venda de camisas será naturalmente ampliada, assim como há a possibilidade de maior público nos estádios quando a rotina retornar à normalidade.

O sócio-torcedor, que já vem ganhando mais adeptos recentemente, também deve melhorar. Mais engajamento da torcida, mais receitas, e, assim, Fred se torna um ótimo ativo para o marketing do clube. Portanto, mesmo que ainda não haja previsão sobre o retorno das partidas neste momento, o 2020 do Fluminense pode acabar com uma previsão um pouco melhor por conta da chegada do jogador.

Mesmo no meio da crise causada pelo coronavírus, o Fluminense conseguiu importantes liberações de receitas para reduzir os impactos neste momento. Na última quarta-feira, o clube pagou uma parte dos salários em aberto e se planeja para acertar os débitos o quanto antes. Agora, os jogadores tem 25% do mês de março em aberto por conta da redução dos salários acordada, enquanto os funcionários ainda precisam receber 60%. Abril venceu nesta quinta. Os direitos de imagem de alguns dos atletas que têm direito a esse valor não são pagos desde dezembro de 2019.






Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também