O que daria para fazer pelo mundo com o dinheiro dos bilionários?

Felipe Blumen
·4 minuto de leitura

Não é raro se assustar ao olhar para as cifras que acompanham as notícias sobre os homens mais ricos do mundo. Com fortunas que passam dos 100 bilhões de dólares (e em alguns casos beiram os 200), os maiores bilionários do planeta lidam com quantias que poucas pessoas sequer podem imaginar.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Finanças no Google News

Claro que nem todo mundo é Jeff Bezos. Existem cerca de 2300 bilionários no mundo neste exato momento, segundo a lista atualizada constantemente pela Forbes. A soma dos patrimônios de todas essas pessoas chega perto da marca de 12 trilhões de dólares, de acordo com um relatório recente da Oxfam.

Se construir a imagem de um bilhão na cabeça já é difícil, a de 12 trilhões parece até uma quantia inventada. O PIB da China em 2020, para efeito de comparação, foi de 15,2 trilhões de dólares. Mas quanto dinheiro é isso e o que daria para fazer com essa grana? Vejamos a seguir.

Leia também

Socorro ao Covid-19

O que daria para fazer pelo mundo com o dinheiro dos bilionários?
Campanha de vacinação drive thru no estádio do Pacaembu, em São Paulo. A fortuna somada dos bilionários do planeta, de 12 trilhões de dólares, equivale ao que os governos do G20 gastaram no combate ao coronavírus - incluindo vacinas. (Foto: Nelson Almeida/AFP via Getty Images)

A crise econômica que causou estragos ao longo do mundo por causa da pandemia do coronavírus também atingiu os mais ricos. Mas em menor escala. Segundo o mesmo relatório citado acima, os bilionários viram sua riqueza aumentar em 3,9 trilhões de dólares entre março e dezembro de 2020. Sua riqueza total, esses 12 trilhões de dólares, é equivalente ao que os governos do G20 gastaram em resposta à pandemia. Nessa conta pode colocar todos os custos relativos à infraestrutura médica e aos auxílios financeiros oferecidos à população desde março de 2020, incluindo vacinas. Somente a fortuna de Jeff Bezos poderia comprar 9,6 bilhões de doses da vacina da Pfizer.

Auxílio emergencial no Brasil

O auxílio emergencial colocado à disposição da população brasileira durante a pandemia teve um custo aproximado de 20 bilhões de reais por mês durante o seu período final, quando foi feito um pente fino nos beneficiários e o valor passou a ser de 300 reais mensais. Se pegássemos um terço do patrimônio dos bilionários e convertêssemos para reais, chegaríamos a cerca de 20 trilhões de reais. Esse valor seria suficiente para pagar mil meses - ou mais de 83 anos - de auxílio emergencial para a população brasileira.

Saúde para os EUA

País famoso por ter um sistema de saúde caro e uma população desamparada, os Estados Unidos têm mais de 40 milhões de habitantes com algum tipo de dívida relacionada a tratamentos médicos, segundo levantamento da revista The Atlantic. O débito médio de cada pessoa dessas é de aproximadamente 1.800 dólares. Se cada bilionário doasse 300 milhões de dólares de suas fortunas, todas as dívidas poderiam ser pagas de uma vez.

Acabar com a fome

O que daria para fazer pelo mundo com o dinheiro dos bilionários?
A comida é distribuída durante uma crise de fome no Iêmen. Quase 700 milhões de pessoas passam fome no mundo, e o cálculo para acabar com esse problema prevê que com 330 bilhões de dólares ninguém sofreria com isso. (Foto: Mohammed Hamoud/Getty Images)

De acordo com um estudo publicado no fim de 2020, a fome está aumentando no mundo - quase 700 milhões de pessoas dormem todos os dias com fome. O mesmo estudo afirma que acabar com esse problema em todo o planeta até 2030 teria um preço de 330 bilhões de dólares. Isso considera investimentos em desenvolvimento agrícola, tecnologia, inovação, educação, proteção social e facilitação do comércio, em diversos países. Segundo a Oxfam, apenas os dez bilionários mais ricos do mundo viram sua riqueza aumentar, conjuntamente, em 540 bilhões de dólares durante os primeiros oito meses de pandemia.

Salvar o planeta do colapso climático

O que daria para fazer pelo mundo com o dinheiro dos bilionários?
Os efeitos das mudanças climáticas podem ser vistos na diminuição dos níveis de água na ilha de Manpura, em Bangladesh. Segundo diferentes estimativas, com 300 bilhões de dólares já seria possível começar a resolver o problema. Com alguns trilhões certamente já evitaríamos um colapso climático. (Foto: Kazi Salahuddin Razu/NurPhoto via Getty Images)

A quantidade de dinheiro necessária para barrar o aquecimento global e diminuir a emissão de gases do efeito estufa varia bastante, indo de 300 bilhões de dólares a 50 trilhões de dólares. Isso porque os especialistas discordam sobre como impedir a mudança climática: se restaurando práticas agrícolas menos danosas ao ambiente ou investindo em tecnologia verde. O valor máximo está fora de alcance até para os bilionários, mas segundo um estudo feito pela Organização das Nações Unidas, com o valor mínimo - 300 bilhões de dólares - já seria possível recuperar os solos do planeta, “comprando” 20 anos de tempo para pensarmos em outras soluções mais tecnológicas.