O que ainda mantém Rogério Ceni como técnico do Flamengo?

·1 minuto de leitura

O Flamengo perdeu para o Atlético-MG por 2 a 1, no Mineirão, na noite da última quarta-feira (7), pela 10ª rodada do Campeonato Brasileiro. O resultado simbolizou o quarto revés do clube nas últimas seis partidas, o que deixou o ambiente pesado contra Rogério Ceni. Nas redes sociais, a Nação pediu a saída imediata do treinador, mas, apesar da pressão, isso não vai acontecer.

Segundo informações de Mauro Cezar Pereira, o Rubro-Negro não pretende ceder às pressões externas, e muito por questões financeiras. Em eventual demissão de Ceni, o clube teria que indenizar a atual comissão técnica – o que não é o maior problema. E mais: teria que procurar um novo treinador. Quanto custaria esse novo comando técnico? Esse é o ‘x' da questão.

Figura popular no radar da torcida vermelha e preta, Renato Portaluppi, por exemplo, era um dos treinadores mais bem pagos do Brasil antes de deixar o Grêmio.

Rogério Ceni vive momento complicado no Flamengo. | Miguel Schincariol/Getty Images
Rogério Ceni vive momento complicado no Flamengo. | Miguel Schincariol/Getty Images

O Flamengo sentiu os impactos da pandemia da Covid-19 e hoje não ostenta o poder financeiro de tempos atrás, quando poderia se dar ao luxo de fazer alguma “loucura”. Com pouco dinheiro nos cofres, o Rubro-Negro tem trabalhado com paciência no mercado e, mesmo assim, há mais expectativas por saídas do que chegadas.

Portanto, Rogério Ceni segue no Flamengo.

Quer saber como se prevenir do coronavírus? #FiqueEmCasa e clique ​aqui.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos