O Nice pode jogar como o Barcelona - Ricardo Pereira

Há apenas três temporadas, o OGC Nice estava olhando diretamente para o abismo.

Ameaçado com o rebaixamento em 2013/14, o clube foi consumido com a possibilidade de um desastre. Sonhos de títulos e torneios europeus eram fantasiosos à époica. Porém, agora, eles vivem um momento bem distinto.

Em uma temporada notável, sobretudo pelo futebol apresentado no último trimestre, o Nice manteve as rédeas de Paris Saint-Germain e AS Monaco, enquanto jogou com um futebol cativante.

Ricardo Pereira

(Foto: Getty Images)

Na segunda posição em termos de posse de bola na Ligue 1 2016/17, o time do Nice desenvolveu uma identidade baseada na equipe do Barcelona.

"Nós tentamos jogar nosso próprio futebol. Com certeza, há sempre o Barcelona que gosta de jogar com a bola. Nós também tentamos isso, sempre buscando o campo adversário. Este é o nosso jogo", disse à Goal.

O técnico Lucien Favre foi o responsável por adotar este estilo de jogo no time francês. O suíço chegou à equipe no verão, após passagens por Borussia Monchengladbach e Hertha Berlin. Ele tem sido figura chave à frente do Nice para a sua melhor temporada em mais de uma década.

Ricardo Pereira Balotelli Nice

(Foto: Getty Images)

"Ele insiste para a gente desfrutar disso. Nós gostamos de ter a bola e nós mantemos a comunicação de forma constante. Isto é importante, porque resulta no que queremos dentro de campo. Nós tentamos jogar da forma que queremos e trazemos nossa criatividade para o jogo. Favre sempre tenta ajudar, ele fala conosco e escuta nossas opiniões", declarou Pereira.

"Ele pergunta se nós estamos nos sentindo bem jogando da forma que estamos jogando. Ele nos pergunta como estão nossos familiares, porque não conversamos somente sobre futebol. Tem também a nossa vida privada. Ele é muito próximo de nós", acrescentou.

As palavras de Ricardo Pereira ilustram o ponto positivo do futebol do OGC Nice. "Eu posso falar por mim, mas eu acho que é o mesmo para os outros. Eu tenho prazer pelo meu futebol mais do que sempre tive antes. Está claro para todo mundo ver. Nós temos bom relacionamento com todos do elenco e isso ajuda muito. É o nosso segredo. Isso nos ajuda em campo, porque é mais que futebol. Nós temos a mente aberta e isso a gente mostra em campo".