O futebol está chato? LANCE! aponta se há 'politicamente correto' em campo

RADAR / LANCE!

O cartão amarelo destinado ao são-paulino Maicon por marcar um gol sobre o Corinthians no 1 a 1 do último domingo inflou a polêmica sobre a maneira como todos vêm tratando o futebol brasileiro. O defensor afirmou que o "o futebol está chato", um desabafo que já foi dado por outros jogadores pelo país afora.

O LANCE! questionou seus especialistas para saber como o futebol nacional vem lidando com provocações, brincadeiras e se há uma "era do politicamente correto" nos gramados. Confira, e deixe também seu ponto de vista nos comentários!

'Provocação, brincadeiras, são válidas. Mas não pode passar do ponto'

EDUARDO TIRONI - Colunista do LANCE!

Brincadeiras, provocação, comemorações de gols descontraídas são muito válidas. Agora, não concordo quanto acontecem manifestações racistas, preconceituosas ou xenófobas. As mídias sociais do Corinthians, por exemplo, passam do ponto.


'Hoje, o futebol está insuportável!'

EDUARDO MANSELL - Editor do LANCE!

Hoje o futebol não está chato. Está insuportável. O politicamente correto interferindo na fronteira com a brincadeira sadia e matando o produto. Por falar em matar, nunca se matou tanto em briga de torcidas e os jogadores nunca foram tão econômicos em suas palavras, o que mostra que uma coisa não interfere na outra. Saudável a brincadeira do Maicon, o pedido de silêncio para a torcida rival.

Saudades do jogador falar antes do jogo que o bicho estava garantido. Na década de 90 o tricolor Renato Gaúcho, o botafoguense Túlio e o flamenguista Romário cansaram de trocar provocações. Não me lembro de uma morte em estádio por causa disso.

Lá fora, os técnicos se provocam em coletivas, os jogadores se provocam antes de jogos importantes e ninguém fala nada. O que acontece? Nossas crianças hoje tem camisas do Chelsea, do Barcelona e do Manchester, mas não têm dos clubes brasileiros.


'No politicamente correto, o futebol vai perdendo a graça'

DANIEL BORTOLETTO - Editor de mídias do LANCE!




O futebol está ficando chato sim. Jogador não pode colocar a mão no ouvido na comemoração de gol, não pode dançar, tirar a camisa... Subir no alambrado então, pode dar cadeia.

Antes dos clássicos as entrevistas foram proibidas para "não dar munição" ao rival. Ora, bolas! Era muito mais legal quando jogadores faziam apostas antes dos jogos, ajudando na promoção do espetáculo. Agora, no mundo do politicamente correto o futebol vai perdendo a graça.

'O público do futebol está medíocre, colocando o que tem de pior para fora'

JOÃO CARLOS ASSUMPÇÃO - Colunista do LANCE!


O futebol não está chato, não podemos generalizar, mas alguns times certamente estão. Em alguns momentos, os jogos são verdadeiros shows de horrores.

De resto, o público do futebol continua medíocre, colocando o que tem de pior para fora. Racismo, homofobia, xingamentos, retrato da nossa triste sociedade. E isso não é apenas chato. É lamentável.



































E MAIS: