O 'cão de guarda': conheça Barreto, o primeiro volante que está chegando ao Botafogo

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·3 minuto de leitura
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.


O Botafogo está contratando um perfil que ainda não é visto no atual elenco. Barreto, que está no Rio de Janeiro realizando exames médicos para assinar com o clube, chegará por empréstimo até o fim da temporada. Dentro de campo, porém, como poderá contribuir? O jogador de 25 anos é marcado pelas atribuições defensivas.

+ O 9 chegou: Botafogo encaminha a contratação de Rafael Moura

Barreto é o primeiro volante "cão de guarda", que pouco se aventura no campo ofensivo e é responsável por cobrir os espaços à frente dos zagueiros, ajudando na marcação. Ele chega no Botafogo após uma passagem de altos e baixos na Ponte Preta desde 2020, como explica Lucas Rossafa, setorista da Macaca no "Esporte News Mundo".

– Ele é bom na marcação, mas tem deficiência na questão da saída de bola, não é um jogador que quebra linha. Jogava sempre de primeiro volante, foi contratado em outubro, com o Marcelo Oliveira. Ele demitido em dezembro, o Barreto acabou perdendo espaço, veio o Fábio Moreno e ele se tornou titular absoluto. Foi uma passagem muito irregular, instável. Não acho que vá fazer falta, até porque não tinha um salário baixo - afirmou, ao LANCE!.

Apesar de ter sido importante na reta final da última Série B - a Ponte Preta fez um bom segundo turno e passou perto do acesso à elite do futebol brasileiro -, Barreto não teve a mesma importância na atual temporada. Pela Macaca, ao todo, foram 22 jogos e um gol marcado.

– Ele pegou o time da Ponte na reta final da Série B que cresceu, melhorou de produtividade e foi bem com o Fábio Moreno. No dia da estreia do Paulista desse ano, foi afastado por Covid e acabou perdendo a vaga como titular. Teve a pausa do Estadual e foi perdendo espaço. Acabou voltando como titular, a melhor partida dele foi na vitória por 3 a 0 sobre o Santos, mas perdeu espaço. De intocável, se tornou descartável. Tinha um empréstimo até hoje (segunda-feira), o Criciúma tinha o interesse de venda, mas a multa era alta e a Ponte recuou, acabou saindo dos planos - completou Lucas.

Na última Série B, Barreto, em 14 jogos, teve médias de 39.9 passes certos por partidas (88% de aproveitamento) - sendo 22.1 para o próprio campo -, além de 1.1 interceptação, 1.3 desarme e 0.4 corte por duelo disputado. Tomou três cartões amarelos, fez um gol e distribuiu uma assistência. Os dados são do portal "SofaScore".

– Ele só joga em uma posição: primeiro volante. Principal característica dele é destruir jogada e marcar, nada mais que isso. Pelo menos foi assim na Ponte Preta. A Macaca quis segurá-lo por empréstimo, mas o Criciúma só queria vender - finalizou.

ACESSO NO CURRÍCULO
Antes da Ponte Preta, Barreto jogou no Red Bull Bragantino e foi uma peça importante na equipe de 2019, campeã da Série B. Sérgio Loredo, setorista do Massa-Bruta, reforçou ao LANCE! as características do meio-campista ao falar sobre a passagem dele pela equipe:

– Ele foi titular na campanha do Brasileiro de 2019, era titular absoluto do time na Série B e foi muito importante naquela conquista. Jogava como primeiro volante, ao lado do Uillian Corrêa. A principal característica é ser forte na marcação, não chega tanto à frente. Naquele campeonato principalmente, foi muito útil. Ele era do Criciúma, estava emprestado, e, com a reformulação, acabou não ficando. Para a Série B é um jogador de fato bem interessante. Tem muito vigor físico e marcação - afirmou.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos