O brilho de Miguel no Maracanã

André Schmidt
LANCE!
Miguel e Nenê, um encontro de gerações (FOTO: LUCAS MERÇON/ FLUMINENSE F.C.)
Miguel e Nenê, um encontro de gerações (FOTO: LUCAS MERÇON/ FLUMINENSE F.C.)


Você se lembra o que fazia aos 16 anos? Ia aos estádios assistir aos jogos do seu time de coração? Pois Miguel, nessa mesma idade, já caminha pelos gramados vestindo a camisa do seu clube. E muda jogos.

O camisa 30 entrou no intervalo do duelo entre Fluminense e Portuguesa e foi fundamental na vitória tricolor por 2 a 0. Em seu primeiro toque na bola, com 50 segundos, deixou Matheus Alessandro em boas condições para finalizar. Foi a primeira conclusão do time na partida em uma jogada construída pelo chão - antes só havia arrematado em levantamentos de Nenê para a área.

Dez minutos depois, o meia tirou a defesa da Lusa para dançar, foi ao fundo e tocou para Gilberto fazer o segundo gol e fechar o placar - Nenê, aos cinco, de pênalti, havia feito o primeiro. Ainda sobrou tempo para o menino dar chapéu e finalizar pra fora aos 40. Veja os números de jogador na partida:

MIGUEL X PORTUGUESA
- Dados do Footstats e Números da Bola

45 minutos em campo
0 gols
1 passe para gol
3 assistências para finalização
​1 finalização pra fora
2 dribles certos (nenhum errado)
10 passes certos
3 passes errados
















Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também