'O brasileiro tem pavor é de filho do porteiro na faculdade', dispara Bolívia contra ministro Paulo Guedes

LANCE!
·1 minuto de leitura


Nesta sexta-feira, a declaração do ministro da Economia Paulo Guedes repercutiu na internet. Guedes criticou o programa de financiamento e inserção de estudantes de baixa renda em universidades particulares, o Fies, e minimizou sua importância no cenário nacional. No Twitter, Bolívia, ex-desimpedidos, criticou duramente a postura do político.
+ Confira a classificação dos grupos da Libertadores

- Teve uma bolsa do governo, o Fies, uma bolsa pra todo mundo. [...] O porteiro do meu prédio virou pra mim e falou: 'Eu tô muito preocupado'. Eu disse: 'O que houve?' Ele disse: 'Meu filho passou na universidade'. Eu: 'Ué, mas você não tá feliz por quê? Ele: '[Meu filho] tirou 0 na prova. Tirou 0 em todas as provas. Recebi um negócio financiado escrito 'parabéns seu filho tirou...' Aí tinha um espaço pra preencher... e lá 0. Seu filho tirou 0 e acaba de se ingressar na nossa escola. Estamos muito felizes - disse Paulo Guedes.

No Twitter, Bolívia, reconhecido por se posicionar politicamente, desabafou contra o cenário social brasileiro. O ex-apresentador aproveitou a fala do ministro para criticar pensamentos ainda revigorantes no Brasil em tempos de pandemia.

- O brasileiro não tem medo de ditadura, tortura, retrocesso, boicote à vacina, 400 mil mortes, preços de tudo subindo. O brasileiro tem pavor é de filho do porteiro na faculdade - publicou.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.