O Brasil no Qatar: Everton Ribeiro se reinventa e vai à Copa do Mundo após grande temporada no Flamengo


O ano de Everton Ribeiro, assim como o do Flamengo, time onde o meia joga, é dividido em duas partes: a era Paulo Sousa e a era Dorival Jr. E é justamente essa divisão que explica a convocação do jogador de 33 anos pelo técnico Tite para a Seleção Brasileira que vai disputar a Copa do Mundo do Qatar.


Everton Ribeiro começou o ano em alta, sendo convocado para os primeiros compromissos do time canarinho nas Eliminatórias Sul-Americanas após o bom 2021, mas viu seu rendimento cair no Rubro-Negro com a chegada do português Paulo Sousa. Habituado a jogar no lado direito, o camisa 7 foi escalado pelo lusitano como ala pela esquerda, em função que exerceu somente quando iniciou a carreira.

+ Veja a tabela, os jogos e os grupos da Copa do Mundo de 2022

O desempenho do jogador não foi nada parecido com o que demonstrou na última década, quando desfilou pelos gramados brasileiros, e isso teve impacto direto na Seleção Brasileira. Como resultado, Everton Ribeiro ficou de fora das duas Datas Fifa seguinte (março e junho), colocando em risco sua participação no Mundial.

A queda de Paulo Sousa, sacramentada no dia 9 de junho, após um péssimo trabalho no Flamengo, fez renascer a esperança do camisa 7 ir ao Oriente Médio. Com Dorival Jr. à frente do time da Gávea, Everton Ribeiro teve uma nova função, assumiu um protagonismo na segunda metade da temporada e, com méritos, carimbou o passaporte para o Qatar.

A chegada de Dorival fez Everton Ribeiro não jogar mais como ala na esquerda, voltando ao lado direito, mas numa nova função. Antes mais adiantado, às vezes até como um ponta, o atleta passou a jogar mais recuado e foi fundamental nos títulos da Copa do Brasil e da Libertadores, sendo o melhor em campo nas duas finais.

Chile x Brasil - Seleção Brasileira - Everton Ribeiro
Chile x Brasil - Seleção Brasileira - Everton Ribeiro

Everton Ribeiro foi importante nas Eliminatórias Sul-Americanas (Foto: Lucas Figueiredo / CBF)

A mudança que fez o Flamengo entrar no caminho das conquistas foi a grande virada de chave para Everton Ribeiro voltar a desfilar seu bom futebol. Como revelado pelo próprio, em entrevista coletiva na Data Fifa de setembro, até ajuda psicológica foi necessária para driblar a má fase.

+ Rumo à Copa do Mundo! Veja imagens do embarque da Seleção Brasileira para Turim

Em todo o ciclo para a Copa do Mundo, Everton Ribeiro entrou em campo pela Seleção Brasileira em 15 partidas, com três gols marcados, dois deles em momentos importantes. Em setembro de 2021, o meia marcou em duas partidas consecutivas, contra Chile e Peru, os dois abrindo o placar das partidas.

Everton Ribeiro provavelmente não será titular no Qatar. Mas estar na Copa do Mundo é a recompensa a quem tanto brilhou nos últimos anos. Caso Tite precise de alguém para reinventar seu time do nada, o capitão rubro-negro pode ser importante na busca pelo título.