"O Barcelona ainda sente a minha falta", diz Dani Alves

Uma verdadeira lenda azul-grená. Foram oito anos, uma infinidade de títulos, gols, assistências, grandes jogadas e ótimo futebol. Um casamento perfeito e um amor verdadeiro. Daniel Alves fez história no Barcelona e uma parceria infernal com Lionel Messi pelo lado direito, sendo, inclusive, o jogador que mais deu passes para o argentino balançar as redes na carreira. No entanto, a história chegou ao fim em 2016.

Seis vezes campeão da La Liga e três vezes campeão da Champions League, entre vários outros títulos com o Barça, Dani Alves deixou o clube no último verão europeu, e os Blaugranas até hoje não encontraram um substituto para o brasileiro.

Sergi Roberto tem alternado altos e baixos, enquanto Aleix Vidal se lesionou quando começava a se firmar na posição. Por tudo isso, o tupiniquim, que vai reencontrar o ex-clube no duelo entre Barcelona e Juventus, pelas quartas de final da Champions League, acredita que o Barça ainda sente a sua falta.

"É estranho. Eu tenho certeza que o Barcelona sente a minha falta! Eu acho que eles foram felizes comigo como profissional, como jogador de futebol e como alguém bom para estar no ambiente, que torna cada jogo único com uma nova dança, música ou qualquer outra coisa", comentou, em entrevista ao site oficial da Fifa.

Dani Alves Barcelona Super Cup trophy

(Foto: Getty Images)

"Eu levava alegria ao vestiário. Eu conversei com eles (ex-companheiros do Barça), e eles me disseram que o que mais sentem falta é da minha alegria e como eu alegrava todos. Eles disseram que eu sou único. É estranho agora, mas eu sempre gostei de desafios, por isso decidi me transferir", completou.

"Eu preciso dizer que eu não me sinto mais confortável no Barça. As coisas mudaram quando eu me transferi e eu estava sempre na mira para sair do clube. 'Dani é aquele que precisa sair', eles diziam. Eu simplesmente fiquei cansado disso. Decidi sair e continuar em outro clube, encontrar alegria em outro lugar", revelou.

"É estranho vestir a camisa alvinegra, porque eu joguei pelo mesmo time e com os mesmos companheiros por muitos anos. É estranho, mas é o futebol. Mas a nova experiência me excita mais que qualquer outra coisa, e é isso que estou vivendo com a Juve agora", finalizou.

Barça e Juventus fazem o duelo de ida das quartas de final da Champions League nesta terça-feira (11), às 15h45 (de Brasília), no Juventus Stadium.