O Atlético de Madri 'é o local para eu ser feliz", diz Griezmann

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·2 minuto de leitura
O atacante Antoine Griezmann durante a partida da França com a Bósnia pelas Eliminatórias Europeias para a Copa do Mundo de 2022 (AFP/FRANCK FIFE)
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

O atacante francês Antoine Griezmann, que voltou a vestir a camisa do Atlético de Madrid nesta quarta-feira, garantiu que a equipe da capital da Espanha é "o melhor lugar para ser feliz".

"Queria muito voltar, acho que este é o melhor lugar para ser feliz dentro e fora de campo", afirmou Griezmann em comunicado divulgado pelo clube de Madri.

O francês retornou ao Atlético, agora por empréstimo, após deixar o Barcelona numa negociação inesperada no último dia da janela de transferências, 31 de agosto.

O empréstimo do atacante é de um ano, mas com outro ano opcional. O acordo inclui uma obrigação de compra no final da segunda temporada, estimada em 40 milhões de euros de acordo com a imprensa espanhola.

Griezmann, que deixou o Atlético para atuar no Barça em 2019, regressa garantindo que "em cada jogo darei tudo para retribuir o grande esforço que fizeram por mim para que pudesse regressar".

O francês garantiu que “queria muito voltar a ser um 'colchonero' (como são chamados dos torcedores do Atlético), a coisa mais linda que me aconteceu nos últimos anos”.

Griezmann mandou um recado para a torcida, garantindo que irá se dedicar "em campo como sempre" fez.

“Vou dar tudo por eles (os torcedores), que estão na arquibancada ou na frente da TV, eles vão ter um jogador que vai deixar tudo para trás e que vai fazer todo o possível para que eles se orgulhem de mim", acrescentou.

"Espero que juntos possamos aproveitar tardes e noites mágicas, esse é o meu objetivo principal porque acho que tive uma bela relação com a torcida e eu que quero ter isso de novo", destacou Griezmann.

“Isso acontece para mim, mais do que palavras são os atos e mostram que estou aqui de novo para sair e curtir todos juntos de novo”, disse o jogador, que pela manhã recebeu das mãos do presidente do Atlético de Madri, Enrique Cerezo, a camisa com o número 8 que vai usar.

O francês reafirmou que está "muito feliz" por regressar e ficou feliz por reencontrar o treinador Diego Simeone, a quem garantiu que "sabe que tem mais um guerreiro para estes objetivos" de conquistar títulos.

gr/dr/lca

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos