Novos donos assistem a momento instável do Chelsea da primeira fila

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Novo dono do Chelsea, Todd Boehly, após a partida
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

Por William Schomberg

LONDRES (Reuters) - Os investidores norte-americanos prestes a comprar o Chelsea viram da primeira fila o tipo de atuação instável que prejudicou a temporada do campeão europeu da temporada passada, que deixou escapar vantagem de dois gols e empatou em casa com o Wolverhampton por 2 x 2, neste sábado.

Todd Boehly, co-proprietário do Los Angeles Dodgers e líder do consórcio financiado pela empresa de private equity Clearlake que fechou os termos para a aquisição do time, estava nas tribunas assistindo aos Blues.

Parecia que a apresentação seria mais feliz para Boehly e seu consórcio quando a contratação mais cara da história do Chelsea, Romelu Lukaku, em um raro jogo como titular na atual temporada, marcou duas vezes no segundo tempo, inclusive convertendo um pênalti que havia sofrido.

Mas as fragilidades do Chelsea ficaram aparentes rapidamente após Francisco Trincão marcar aos 34 minutos do segundo tempo, dando início a um final nervoso. Eles pareciam que segurariam o resultado, mas, nos acréscimos, o zagueiro do Wolverhampton Conor Coady cabeceou para empatar, praticamente no último toque na bola da partida.

As câmeras de televisão mostraram Boehly nos camarotes executivos comemorando os gols do Chelsea mais cedo na partida, mas o flagraram encarando o horizonte, aparentemente perplexo, quando os Blues deixaram escapar a vantagem.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos